Assine Já
sexta, 07 de agosto de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
14ºmin
Mercado Tropical
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 4771 Óbitos: 282
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 744 39
Saquarema 833 50
Últimas notícias sobre a COVID-19
Reveillon

Prefeitura de Cabo Frio realiza planejamento para queima de fogos

Réveillon da cidade contaria com cinco ou seis balsas de fogos de artifício

27 novembro 2015 - 10h25Por Rodrigo Branco

Ao que parece, não será por conta da crise finan­ceira que Cabo Frio terá uma passagem de ano com menos brilho. Embora ainda trate o assunto com cautela, a prefeitura já está em fase de planejamento para a tradicional queima de fogos do réveillon na cidade, espetáculo anual­mente testemunhado por centenas de milhares de pessoas nos primeiros mi­nutos do ano novo.

O secretário municipal de Eventos Édson Leonar­des não confirma a festi­vidade e comentou com a Folha dos Lagos que o município ainda está bus­cando a ajuda de parcei­ros privados que ajudem a bancar o evento. Ele acredita que, apesar das dificuldades financeiras, turistas e moradores fica­riam ‘desapontados’ caso o espetáculo pirotécnico, que este ano durou 17 mi­nutos, não aconteça.

– Infelizmente todo o Brasil está sofrendo de­mais com essa crise e essa questão da Petrobras afeta diretamente o nosso mu­nicípio. Por outro lado, sabemos que a cidade re­cebe mais de um milhão de turistas e tem o que consideram o segundo melhor réveillon do esta­do. Evidentemente não podemos deixar que es­sas pessoas venham aqui e que não tenha a festa – admite Leonardes.

Questionado sobre qual contrapartida a empresa que resolvesse patrocinar a queima de fogos teria do município, o secretário não entrou em detalhes.

– Temos que buscar so­luções. Estamos buscando por esses dias a respos­ta para esses patrocínios. Estamos avaliando de que forma, dentro da legalida­de, poderiam ser explora­das as marcas dessas em­presas – limitou-se a dizer.

Apesar disso, segun­do informações de fontes ligadas à Capitania dos Portos da região, os prepa­rativos estão mais avança­dos do que o secretário de Eventos revelou em suas declarações.

Uma reunião com todos os envolvidos na organiza­ção da festa será realizada na próxima segunda-feira, dia 30. De acordo com o que a Folha conseguiu apurar junto à autorida­de marítima já foi pedida uma autorização para o uso de balsas na Praia do Forte (5 ou 6), em Unamar (duas) e no Peró (uma), número semelhante ao do ano passado. A quantidade de fogos de artifício, no entanto, não foi divulgada, mas para efeito de com­paração, na virada para 2015, foram disparadas 21 toneladas.