domingo, 16 de junho de 2024
domingo, 16 de junho de 2024
Cabo Frio
20°C
Park lagos
Park Lagos 2
Geral

Prefeitura de Arraial busca responsável por derramar óleo

Banhistas encontraram ontem marcas de piche no mar e nas areias da Prainha 

04 abril 2019 - 09h20
Prefeitura de Arraial busca responsável por derramar óleo

Técnicos da Prefeitura de Arraial do Cabo tentam identificar a embarcação responsável pelo derramamento de óleo na costa da cidade. Uma grande mancha foi avistada por pescadores em alto-mar logo no começo da manhã de ontem e, à tarde, banhistas encontraram marcas de piche na Prainha, um dos locais mais frequentados por moradores e turistas. O vídeo pode ser visto na página da Folha dos Lagos no Facebook.

De acordo com a prefeitura, a Secretaria de Meio Ambiente está averiguando a informação de que o vazamento teria sido causado por um rebocador que passou próximo à Prainha. As hipóteses avaliadas são de vazamento ou de um possível descarte de óleo, porque a primeira impressão é de que seria um tipo de óleo usado na limpeza do motor da embarcação. A Capitania dos Portos foi acionada para tentar identificar a embarcação.

À tarde, técnicos da Secretaria do Ambiente reuniram-se com representantes de órgãos ambientais como o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBIO), entre outros, para discutir sobre o assunto e analisar as providências que serão tomadas. O prefeito Renatinho Vianna (PRB) pediu uma ação imediata dos órgãos envolvidos para que a situação seja resolvida o mais breve possível.

Enquanto isso, os trabalhadores contabilizam os prejuízos de um dia sem poder lançar suas redes. O pescador Jerry Landro, 37, disse ter visto a mancha de óleo, logo cedo, por volta das 8h, em um ponto entre o Saco do Cherne, a Ilha dos Porcos e a Ilha do Leste, a cerca de 15 minutos da costa cabista. Jerry espera que a situação do mar esteja melhor hoje.

– Não tivemos como lançar a rede porque o piche ia derreter na rede, com o sol, endurecer. Nunca tinha visto isso no mar, só na rua. Vamos sair amanhã (hoje) de novo. Não deu para trabalhar hoje (ontem) – disse o pescador. 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Cabo Frio para saber se o derramamento de óleo teve consequências no mar da cidade e foi informado que a Coordenadoria de Meio Ambiente está em contato permanente com o INEA, para monitorar a situação. Mas que “até o momento não há indícios de que o óleo atinja as praias de Cabo Frio”. 

O mesmo questionamento foi feito para a Prefeitura de Búzios, que não respondeu até o fechamento desta edição.

Esta é o segundo grande problema ambiental em Arraial do Cabo em pouco mais de dois meses. No fim de janeiro, por causa de um forte temporal que caiu na cidade, a tubulação de esgoto se rompeu e o asfalto cedeu despejando dejetos na Prainha. Também houve impactos na Praia dos Anjos. Ambos os locais chegaram a ser interditados e considerados impróprios para o banho, mas foram liberados dias depois.