Assine Já
segunda, 09 de dezembro de 2019
Região dos Lagos
27ºmax
17ºmin
Apartamento
AP REC BANNER
CABO FRIO

Prefeitura convoca empresas de mergulho recreativo para cadastramento obrigatório

Ação será realizada de 03 a 12 de dezembro na sede da Secretaria de Turismo

02 dezembro 2019 - 17h57Por Redação
Prefeitura convoca empresas de mergulho recreativo para cadastramento obrigatório

A Prefeitura de Cabo Frio convoca todas as operadoras de mergulho recreativo-turístico que atuam em Cabo Frio para cadastramento e recadastramento obrigatório junto à Secretaria de Turismo. A ação será realizada de 03 a 12 de dezembro, das 9h às 12h e das 14h às 16h30, de segunda a sexta, na sede da Secretaria de Turismo (Sectur), localizada no final da Avenida Assunção.

Conforme o Edital Sectur nº 5/2019, as autorizações para exercício da atividade terão validade de 12 meses a contar da data de assinatura do Termo de Autorização. O objetivo do cadastramento é promover a regularização das empresas do setor e impedir que aquelas que estejam irregulares exerçam a atividade. Assim, o cadastramento vai avaliar os requisitos legais para oferta do serviço.

O documento prevê ainda que para requerer o cadastramento, a presença do representante legal da empresa é obrigatória, sendo expressamente proibida a representação por terceiros, a não ser que haja procuração registrada em cartório. Ainda segundo o edital, são necessários os originais e cópias de alguns documentos (confira ao final da matéria).

A Secretaria Municipal de Turismo terá prazo de 3 (três) dias úteis para formalizar o respectivo processo administrativo e encaminhá-lo para apreciação dos órgãos competentes. Entende-se por autorizado toda pessoa jurídica que, após cadastro e análise por parte do município, obtiver a autorização para operar o mergulho recreativo-turístico na cidade, mediante o regular processo administrativo, obedecidas as normas do edital e outras aplicáveis. Confira no link https://bit.ly/2LfkgMm a íntegra do Edital Sectur nº 5/2019.

Relação de Documentos

  1. a) comprovante de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ;
  2. b) Contrato Social, registrado em Cartório de Registro Civil de Pessoa Jurídica e alterações, se houver;
  3. c) documentos pessoais do representante legal da pessoa jurídica (Identidade, CPF e comprovante de residência);
  4. d) dados e documentos pessoais do instrutor responsável (Identidade, CPF e CIR);
  5. e) dados e documentos pessoais do instrutor suplente (Identidade, CPF e CIR);
  6. f) FCREM – ficha de credenciamento de escola de mergulho junto a delegacia dos portos;
  7. g) CSSM – certificado de segurança dos sistemas de mergulho
  8. h) comprovante de inscrição da embarcação na Capitania dos Portos;
  9. i) duas fotografias- frente e lateral- coloridas (10X15) da embarcação com data;
  10. j) comprovante de propriedade da embarcação (TIE);
  11. k) documento de habilitação dos condutores da embarcação (CIR);
  12. l) Certidão Negativa de Débitos Municipais;
  13. m) Alvará de Licença, válido para 2019;
  14. n) localização de mergulho- roteiro.
  15. o) comprovante recente de revisão da embarcação (casco e máquinas);
  16. p) comprovante de pagamento da Taxa de Expediente, para abertura de processo administrativo.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.