Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
desfile

Prefeitura acena com volta dos desfiles das escolas de samba em 2018

Objetivo é captar recursos privados; planejamento começa após o Carnaval

24 fevereiro 2017 - 22h53Por Rodrigo Branco | Reprodução
Prefeitura acena com volta dos desfiles das escolas de samba em 2018

Em Cima da Hora foi a campeã do último desfile, realizado em 2015

O Carnaval deste ano mal começou e a Prefeitura de Cabo Frio já se preocupa com o planejamento da festa para o ano que vem. Durante coletiva de imprensa realizada ontem no Charitas, tanto o prefeito Marquinho Mendes como o secretário de Cultura, Ricardo Chopinho, afirmaram que os preparativos começarão já a partir da Quarta-Feira de Cinzas.

O prefeito explicou que antecedência se deve ao fato de que, desta forma, haverá mais tempo para buscar financiamento junto à iniciativa privada. Para alegria dos sambistas presentes à coletiva, Marquinho acenou com a volta do desfile oficial das escolas de samba na Morada a partir de 2018.

– Precisamos voltar com essa festa cultural brasileira, que aqui na cidade sempre foi uma potência. E estou propondo, já para o ano que vem, trabalhar com a iniciativa privada para que, além dos blocos, possamos ir para Avenida. Vamos voltar para Avenida porque lugar do carnavalesco é na Avenida – frisou o prefeito.

Uma reunião de avaliação do Carnaval cabofriense já está marcada para o próximo dia 4 de abril, no próprio Charitas. O objetivo do encontro, aberto à comunidade carnavalesca, será levantar virtudes e falhas com vistas aos festejos do ano que vem, que acontecerão dez dias mais cedo do que em 2017. Ricardo Chopinho não descartou a permanência do polêmico formato ‘esquenta, mas não sai’, adotado para os blocos este ano, mas adiantou que a decisão será tomada em conjunto.

– Todos vão decidir juntos. O que a maioria decidir, o governo vai fazer – promete o secretário Chopinho.