Assine Já
sexta, 22 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21896 Óbitos: 720
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Saneamento

Pré-audiência aborda necessidades do Centro de Macaé durante revisão do Plano de Saneamento

Reunião foi realizada por videoconferência nesta sexta-feira (9) e contou com a participação de moradores

12 outubro 2020 - 16h08Por Redação

Necessidades, carências e metas para a área central de Macaé foram debatidas nesta sexta-feira (9), durante pré-audiência para a revisão do Plano de Saneamento do município, que está sendo custeada com verba aprovada pelo Comitê de Bacia Hidrográfica dos rios Macaé e das Ostras. A reunião, realizada por videoconferência em formato de oficina para contribuição social durante a elaboração do documento, foi a sexta realizada com este objetivo.

As outras cinco foram realizadas em março, antes da pandemia, de forma presencial no Sana, no Frade, em Bicuda Grande, em Glicério e no Córrego do Ouro. A pré-audiência do Distrito Sede seria realizada no dia 14 de março no Centro de Educação Tecnológica e Profissional (CETEP), mas precisou ser adiada. Trata-se ainda da etapa de diagnóstico, e as informações fornecidas pela população serão incorporadas à proposta de revisão do Plano de Saneamento.

A reunião foi coordenada pela Serenco, empresa contratada para elaborar a nova proposta para o Plano de Saneamento. Durante a videoconferência, o diretor da empresa, Bruno Abreu, tirou dúvidas e ouviu sugestões de moradores, ambientalistas e membros do Comitê de Bacia.

Entre os temas abordados houve pedidos em especial para que o novo Plano de Sanemento tenha um olhar atencioso para bairros que tiveram crescimento desordenado nos últimos anos, garantindo a chegada do abastecimento de água e do tratamento de esgoto em comunidades onde a cobertura dos serviços ainda é deficiente.

Outro ponto abordado foi em relação às enchentes, um problema histórico da cidade, para qual o Plano de Saneamento buscará propor alternativas, de acordo com a Serenco.

"É importante que esta revisão do Plano de Saneamento possa colocar o município de Macaé na rota para o cumprimento da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável, o que prevê a universalização dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto, entre outras metas", afirmou a vice-presidente do Comitê de Bacia dos rios Macaé e das Ostras, Maria Inês Paes Ferreira.

Os eixos centrais de propostas para a revisão do Plano de Saneamento de Macaé englobam o abastecimento de água potável, a coleta e o tratamento do esgoto, a drenagem da água da chuva e a coleta e o tratamento dos resíduos sólidos.

Comitê forma grupo de trabalho

No dia 19 de junho, a plenária do Comitê Macaé se reuniu por videoconferência para uma análise do diagnóstico dos serviços de saneamento básico em Macaé, elaborado no âmbito da revisão do Plano de Saneamento Básico do município. O diagnóstico foi apresentado por representantes da Serenco. Os técnicos da empresa também responderam perguntas feitas pelos membros do Comitê. Para contribuir continuamente no processo, o CBH Macaé aprovou a formação de um Grupo de Acompanhamento da revisão do Plano de Saneamento.  

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.