segunda, 04 de março de 2024
segunda, 04 de março de 2024
Cabo Frio
23°C
Park Lagos mobile
Geral

Praça das Águas sofre com descaso e abandono

Moradores reclamam da presença de lixo, água parada e da falta de manutenção do local

16 maio 2019 - 08h41
Praça das Águas sofre com descaso e abandono

ALEXANDRE FILHO

Inaugurada com pompa em dezembro de 2013 e de desativada desde março de 2017 por causa de rachaduras que geravam à Prefeitura gastos de R$ 92 mil mensais com as contas de água, a Praça das Águas é um cartão-postal que se tornou símbolo da derrocada financeira do município, do descaso e do abandono. Hoje, a praça ainda está seca, e também há mato acumulado em diversos pontos, além de lixo e água parada, que pode se tornar focos do mosquito aedes aegypti. 

Além disso, onde antes havia as estátuas dos ídolos do esporte Leandro e Victor Ribas, retiradas para manutenção, restaram pedaços expostos de vergalhão enferrujado A atual situação faz com que quem passe por ali tenha apenas reclamações para fazer. Em nota, a Prefeitura de Cabo Frio informou que está buscando resolver os problemas.

A inauguração da praça e a nova orla custaram R$ 12 milhões aos cofres públicos, ainda no último mandato do ex-prefeito Alair Corrêa.
Sentada em um dos bancos, a atendente de loja Maria Eduarda, de 35 anos, definiu a situação como revoltante. 

– Eu acho muito revoltante, além de perigoso, pois além do lixo tem água parada ali. A prefeitura deveria manter a Praça das Águas mais bem organizada, mais limpa, não pode deixar abandonada desse jeito, porque é um cartão-postal em frente à Praia do Forte. Desse jeito, como vamos receber os turistas? Sem contar que de noite eu acho perigoso, porque fica com alguns usuários de drogas aqui.

O aposentado Márcio Cabral, 45 anos, também reclama. 

– A praça está completamente abandonada. O turista vem uma vez e não volta mais. Você vê que antes tinha água, com peixes bonitos, e hoje só tem mato e lixo, que inclusive atraem ratos de noite. E agora tem aqueles restos de vergalhão enferrujados também, que estão expostos, e qualquer um que estiver distraído pode se machucar feio ali. É uma tristeza, não vejo manutenção nenhuma.

O também aposentado Élson Vieira de Araújo, de 60 anos, fez um paralelo entre a crise no país e os bons tempos dos royalties para falar da atual situação da praça, mas exigiu que a manutenção fosse feita com mais vigor no local.   

– A crise é grande no nosso estado e na nossa cidade não é diferente. O prefeito anterior não conseguiu resolver a questão e o atual está indo pelo mesmo caminho. Na época que a praça estava bem cuidada, tinha muito dinheiro dos royalties entrando, mas agora não tem nada disso. Mas isso não é desculpa, pois a questão da manutenção é fundamental, deveria acontecer e não está acontecendo – declarou.     

A Prefeitura de Cabo Frio  enviou uma nota e informou que “não está medindo esforços para solucionar, o quanto antes, o problema na Praça das Águas”. A administração municipal também esclareceu que uma força-tarefa entre as secretarias de Serviços Públicos, Comsercaf e Obras atua para manter o local ordenado, e que recentemente uma limpeza completa havia sido feita na Praça das Águas. Porém, com as chuvas que caíram ontem, a prefeitura informou que uma equipe iria retornam ontem uma vistoria.