Assine Já
sábado, 26 de setembro de 2020
Região dos Lagos
29ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
LGBT

Postagem de diretor de Cultura causa polêmica em Búzios

Representantes de entidades LGBT afirmam que teor da publicação é preconceituoso

11 dezembro 2016 - 08h24Por Redação I foto: Reprodução de Facebook

Uma postagem no Facebook revoltou membros de entidades que defendem a causa LGBT em Armação dos Búzios. Os militantes acusam de preconceito o professor de música que também atua na secretaria municipal de Cultura, Léo Ackerman. No texto, Léo diz que antes "era mais fácil identificar a opção sexual das pessoas".

O presidente do grupo Freedom Búzios, Fernando Guimarães, o 'Hector Fly', considerou a publicação ofensiva, mas não acredita que o servidor público tenha tido intenção de ofender os gays.

−Na minha opinião não foi homofobia da parte dele, e sim ignorância, pois discutiu um assunto que ele não tem conhecimento e publicou. Foi um discurso preconceituoso, mas creio que ele não fez para ofender. Mas fugiu do debate, me bloqueando e mantendo a postagem, mesmo dizendo que aquilo era preconceituoso − disse Guimarães, que copiou a postagem e a reproduziu em seu perfil na rede social, o que provocou a irritação de vários internautas. 

Por sua vez, o presidente do Fórum LGBT da Baixada Litorânea, Rodolpho Campbell, aumentou o tom das críticas e disse que já tomou providências por causa da atitude do servidor público buziano. Ele prometeu ainda emitir uma nota de repúdio sobre o assunto.

− A gente entrou em contato com o prefeito André Granado para que ele se posicione com relação a essa questão. O cara ocupa um cargo público e não pode se manifestar dessa maneira em rede social aberta, de maneira antidemocrática porque nem quis ouvir o lado contrário. Ele pode ter a opinião dele, mas tem que ouvir o outro lado da moeda − comentou Campbell, que também vai relatar o caso ao Programa 'Rio sem Homofobia', do Governo do Estado.

Pedido de desculpas 

Procurado pela reportagem, Léo Ackerman afirmou que a mensagem é originalmente de um amigo, mas que não viu 'nada ofensivo' no conteúdo. De toda forma, ele pediu desculpas pelo ocorrido.

− Na verdade, a postagem eu copiei e colei de um amigo de Facebook e não vejo sinceramente nada de ofensivo. Não vi nada de incentivo a homofobia. Não sou homofóbico, tenho vários amigos homossexuais. Sempre respeitei todos. Não tive a intenção de ofender ninguém, porém aos que se sentiram ofendidos peço desculpas até pq em meus relacionamentos pessoas sempre busquei identificar nas pessoas valores e respeito mútuo independente de condição sexual. Mais uma vez digo que fiz como brincadeira e aos que não gostaram e se sentiram ofendidos minhas sinceras desculpas − comentou o músico.

Em pesquisa no começo da tarde deste domingo (11), a reportagem verificou que a postagem já havia sido excluída da página do diretor de Cultura. Foi feito contato com o prefeito André Granado (PMDB), mas até o momento não houve resposta.

Confira abaixo o teor da publicação:

: