Assine Já
quarta, 23 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
trote

Polícia prende mulher que ligou 377 vezes para pedir que bombeiros apagassem seu fogo

Prisão aconteceu no Paraná, mas bombeiros da Região também sofrem assédio

21 maio 2015 - 10h46

Após ligar 377 vezes em um mesmo dia para o telefone de emergência do Corpo de Bombeiros de Guarapuava (PR) simplesmente para falar obscenidades, uma mulher de 44 anos foi detida pela Polícia Militar, em casa, na noite da última terça-feira (19). De acordo com os PMs, que foram acionados porque a safadinha não parava de perturbar o trabalho dos "soldados do fogo", o celular que ela usou para passar os trotes picantes foi apreendido.

Além das 377 ligações feitas só na terça-feira para o número 193, os policiais constataram, através da memória do celular, que a mulher já havia telefonado para o quartel em outros dias. Segundo informações da corporação, a maioria dos bombeiros de Guarapuava já até decorou o número do celular da tarada, já que a central telefônica da corporação tem identificador de chamadas.

Nossa equipe de reportagem entrou em contato com o comandante do 18°GBM, o tenente coronel Leonardo Cury, para saber se esses trotes acontecem em nossa Região. Segundo ele, algumas mulheres ligam para o 193 com o objetivo de cantar os bombeiros de plantão.

– Algumas mulheres ligam sim, mas não com tanta insistência, até porque quando identificamos que é trote, a pessoa acaba desistindo. É bom veicularem essa notícia para que as pessoas saibam o que pode acontecer quando elas fazem mau uso de ligação de socorro, tanto para o bombeiro quanto para a polícia – alertou Cury.