Assine Já
sexta, 03 de fevereiro de 2023
sexta, 03 de fevereiro de 2023
Cabo Frio
25°C
Estradinha

Polícia ocupa Estradinha em busca de assassinos de PM

Por precaução, algumas lojas permaneceram de portas fechadas

10 fevereiro 2015 - 14h31Por TEXTO E FOTO: RODRIGO BRANCO
Polícia ocupa Estradinha em busca de assassinos de PM

Cerca de 60 homens das polícias Civil e Militar estão ocupando a localidade da Estradinha, no Porto do Carro, em Cabo Frio, na tarde desta terça-feira (10). A operação visa a buscar pistas e capturar os assassinos do policial militar Leandro da Silva Carvalho, 34, que foi morto por bandidos da localidade, após um acidente de trânsito, e colocado no porta-malas do seu carro, um Hyundai i30, que foi incendiado.

Os policiais estão atrás de testemunhas e informações que ajudem a esclarecer as circunstâncias do crime. Um exame confirmou a identidade do militar, que trabalhava na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Keneddy, na Zona Oeste do Rio.

No local, o clima de normalidade foi quebrado pela presença ostensiva da PM e pelo fato de algumas lojas terem sido mantidas de portas fechadas pelos comerciantes, como forma de precaução. Apressadas, as pessoas se esquivaram do assunto e não quiseram dar entrevistas.

Segundo o comandante do 25º BPM, tenente-coronel Ruy França, que falou com a reportagem da Folha no local, com exclusividade, o serviço de inteligência da polícia está empenhado em descobrir os autores do assassinato nas próximas horas. Ele disse ainda que o tratamento seria o mesmo ‘ainda que a vítima não fosse um policial’.

– Temos a informação de que ele foi realmente cercado e que houve a ordem de execução e todas aquelas barbaridades que nos deixam muito tristes e que sabemos que são práticas de outros lugares. Nesse momento de indignação da sociedade, a força do Estado tem que prevalecer. Não daremos sossego até prendê-los – afirmou.