Assine Já
domingo, 17 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Educação

Polícia Militar tenta impedir manifestação da Educação

Policiais tiraram o somo bloquearam a passagem do carro do Sepe

16 novembro 2015 - 10h57

  

A Polícia Militar tenta impedir agora pela manhã protesto dos profissionais da Educação e de diversos funcionários da Prefeitura de Cabo Frio, que reclamam de erros e atraso no pagamento de salários. A PM bloqueou a passagem do carro do Sindicato dos Profissionais da Educação da Região dos Lagos (Sepe Lagos), pediu que os integrantes descessem do veículo e desligaram o equipamento de som. Em protesto, os manifestantes sentaram na pista. A polícia chamou o reboque para retirar o carro do sindicato.

No protesto desta segunda-feira (16), os grevistas se uniram aos manifestantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Cabo Frio (Sindicaf) e do Sindicato dos Profissionais da Saúde (Sindsaúde) para exigir medidas da secretaria de Administração. Nestes dois últimos, que contempla a maioria de funcionários concursados, os salários vieram com erro e desconto de diversos benefícios, como horas extras, insalubridade entre outros.

Nesta segunda-feira (16), 93 escolas não funcionaram e 35 mil alunos ficaram sem aula. Segundo o sindicato, a greve permanecerá enquanto os salários, vale-transporte e auxílio doença não forem pagos.

 

Mais informações a qualquer momento.