Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
ENGANANDO O GPS

Placa que indicava rota errada para Búzios pela BR-101 é retirada por concessionária

Sinalização induzia motoristas a fazer caminho mais longo e inseguro

23 dezembro 2020 - 20h12Por Redação

A Agência Nacional de Transportes (ANTT) informou na noite desta quarta-feira que a concessionária Arteris, responsável pela BR-101 Norte (Niterói-Campos) retirou a placa que induzia os motoristas a fazer um percurso mais longo para chegar a Búzios, na Costa do Sol. Instalada em Rio Bonito, a placa sugeria a alternativa da BR-101 para os motoristas chegarem a Búzios em vez de seguirem a rota tradicional e mais curta pela Via Lagos (RJ 124).

Se seguissem a orientação da placa, os motoristas poderiam chegar a Búzios seguindo a BR-101 (sentido Campos), dobrando à direita na BR-140, uma via sem segurança, sem iluminação e com trechos sem pavimento, num percurso 16 quilômetros mais longo. A outra opção era seguir pela RJ-162, com uma rota 30 quilômetros mais distante e com o trânsito confuso de Barra de São João (Casimiro de Abreu) e Tamoios (Cabo Frio). Nas duas opções, os motoristas pagariam o pedágio da BR-101 e não da Via Lagos.

Ao informar a retirada da placa, a ANTT, contudo, não informou se a concessionária sofrerá sanções. No mesmo dia da retirada da placa, a mesma concessionária fez obras de manutenção próximo ao Trevo de Manilha, embora a secretaria estadual de Transportes tenha recomendado a suspensão das obras no mês de dezembro para evitar engarrafamentos. Diretor da Alerj, o engenheiro Wagner Victer enviou mensagem de protesto ao secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho:

-- Isolaram uma pista para obras de manutenção. Isso é um despropósito. Surreal fechar uma pista no final do ano. Por que não fizeram isso no inverno?  -- indagou Victer.

A ANTT não informou se a Arteris foi autorizada a fazer a obra e se vai investigar o caso. A empresa está devolvendo a concessão, mas ainda não houve uma solução para o fim do contrato. Enquanto o impasse não é solucionado, a Arteris paralisou as obras na rodovia, inclusive a construção da terceira pista da Niterói-Manilha.

No dia 2 de dezembro, a secretaria de Transportes promoveu uma reunião com representantes de todos os órgãos públicos e concessionárias para amenizar os problemas na alta temporada de verão, quando está previsto um grande fluxo de turistas na Costa do Sol. Os empresários de turismo aguardavam um plano estratégico, com medidas duras em relação às concessionárias, para evitar o caos anunciado, mas o plano não foi divulgado.

Em nota, a Secretaria de Transportes informou que “o objetivo da ação da Secretaria de Transportes foi promover o entrosamento entre as diversas instituições, que têm atuações específicas previstas em leis e normas. Após esse alinhamento, a expectativa é que haja, neste fim de ano, uma melhor organização para reduzir os impactos dos engarrafamentos e aumentar a segurança pública para os usuários.”
 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.