Assine Já
terça, 29 de setembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8382 Óbitos: 435
Confirmados Óbitos
Araruama 1653 103
Armação dos Búzios 495 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 68
Últimas notícias sobre a COVID-19
presidente

Piolho pode assumir prefeitura de Arraial do Cabo a qualquer momento

Presidente da Câmara Municipal está sendo procurado pela Justiça Eleitoral

19 dezembro 2014 - 19h05Por Sérgio Meirelles

O presidente da Câmara Municipal de Arraial do Cabo, Walter Félix Cardoso Júnior (PSD), o Júnior Piolho, pode assumir o comando da cidade a qualquer momento. Ele está sendo procurado pela Justiça Eleitoral para ser intimado a substituir imediatamente o prefeito Wanderson Cardoso de Brito (PMDB), o Andinho, que teve a cassação do seu mandato confirmada nesta sexta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O vice-prefeito Reginaldo Mendes Leite (PT) também foi cassado.

A decisão final do processo que culminou com a cassação do prefeito Andinho foi dada na última terça-feira quando os desembargadores do TRE julgaram o pedido dos advogados de defesa do prefeito para que revessem a sentença que condenou Andinho a perda do mandato, no fim de novembro. Por unanimidade, os magistrados negaram o recurso impetrado por Andinho. O acordão foi publicado ontem no Diário de Justiça Eletrônico do TRE.   

A Câmara Municipal de Arraial do Cabo foi comunicada oficialmente da decisão no mesmo dia da publicação do acórdão. Segundo o TRE, servidores da 199ª Zona Eleitoral estavam à procura do vereador Júnior Piolho para intimá-lo a assumir o cargo de prefeito. Mas, até o início da noite, ele não havia sido localizado. Júnior Piolho deverá permanecer na função até que o novo prefeito seja eleito pela população. A data da nova eleição ainda não foi definida pela Justiça Eleitoral.

De acordo com o TRE, Andinho poderá recorrer da decisão que cassou o seu mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O advogado Jorge dos Santos Júnior, o Kiko Jorge, que defende Andinho, foi procurado pela Folha dos Lagos para falar sobre a decisão da Justiça. Mas, até o fechamento desta edição, ele não havia retornado a ligação.   

Leia a reportagem completa edição impressa da Folha neste fim de semana.