Assine Já
quinta, 16 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
13ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 3553 Óbitos: 207
Confirmados Óbitos
Araruama 671 42
Armação dos Búzios 288 8
Arraial do Cabo 88 11
Cabo Frio 1067 66
Iguaba Grande 257 20
São Pedro da Aldeia 565 21
Saquarema 617 39
Últimas notícias sobre a COVID-19
presidente

Piolho pode assumir prefeitura de Arraial do Cabo a qualquer momento

Presidente da Câmara Municipal está sendo procurado pela Justiça Eleitoral

19 dezembro 2014 - 19h05Por Sérgio Meirelles

O presidente da Câmara Municipal de Arraial do Cabo, Walter Félix Cardoso Júnior (PSD), o Júnior Piolho, pode assumir o comando da cidade a qualquer momento. Ele está sendo procurado pela Justiça Eleitoral para ser intimado a substituir imediatamente o prefeito Wanderson Cardoso de Brito (PMDB), o Andinho, que teve a cassação do seu mandato confirmada nesta sexta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O vice-prefeito Reginaldo Mendes Leite (PT) também foi cassado.

A decisão final do processo que culminou com a cassação do prefeito Andinho foi dada na última terça-feira quando os desembargadores do TRE julgaram o pedido dos advogados de defesa do prefeito para que revessem a sentença que condenou Andinho a perda do mandato, no fim de novembro. Por unanimidade, os magistrados negaram o recurso impetrado por Andinho. O acordão foi publicado ontem no Diário de Justiça Eletrônico do TRE.   

A Câmara Municipal de Arraial do Cabo foi comunicada oficialmente da decisão no mesmo dia da publicação do acórdão. Segundo o TRE, servidores da 199ª Zona Eleitoral estavam à procura do vereador Júnior Piolho para intimá-lo a assumir o cargo de prefeito. Mas, até o início da noite, ele não havia sido localizado. Júnior Piolho deverá permanecer na função até que o novo prefeito seja eleito pela população. A data da nova eleição ainda não foi definida pela Justiça Eleitoral.

De acordo com o TRE, Andinho poderá recorrer da decisão que cassou o seu mandato no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O advogado Jorge dos Santos Júnior, o Kiko Jorge, que defende Andinho, foi procurado pela Folha dos Lagos para falar sobre a decisão da Justiça. Mas, até o fechamento desta edição, ele não havia retornado a ligação.   

Leia a reportagem completa edição impressa da Folha neste fim de semana.