Assine Já
sábado, 16 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
Geral

Petrobras descarta risco de poluição nas praias da região após novo vazamento em plataforma

​Praias de Arraial passam hoje de estágio de atenção para o de alerta após incidente com manchas de óleo

25 abril 2019 - 11h33
Petrobras descarta risco de poluição nas praias da região após novo vazamento em plataforma

RODRIGO BRANCO

A Petrobras informou ontem que não foram identificadas manchas no mar que poderiam chegar à costa, após o vazamento identificado, na segunda-feira, no oleoduto que liga as plataformas P-25 a P-31, no campo de Albacora, na Bacia de Campos, a cerca de 110 Km da costa do Estado do Rio.

A estatal disse ainda à reportagem que, no mesmo dia da ocorrência, embarcações realizaram dispersão mecânica e que os sobrevoos até então realizados não identificaram manchas.

Em nota, a empresa informou que o vazamento foi prontamente interrompido e a produção da P-25 está paralisada até que haja o reparo do oleoduto. Estima-se um vazamento de um volume de 941 litros.

Os trabalhos têm o acompanhamento da Marinha, com a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e o Ibama sendo prontamente informados das ações de resposta. A Petrobras, contudo, não informou o motivo da falha, a segunda em menos de um mês em um equipamento sob a sua responsabilidade.

No começo do mês, um vazamento proveniente das atividades da empresa no Campo Marlim Leste, também na Bacia de Campos, resultou na chegada de uma densa mancha nas placas de óleo para praias do município, como a Prainha e as Prainhas do Ponta; a Praia Brava, em Búzios; e as Praias das Conchas e do Peró, em Cabo Frio.

A última chegou a ter a Bandeira Azul arriada por causa do problema ambiental. Os transtornos levaram as praias cabistas a ficarem em estágio de emergência, isto é, com monitoramento diário pela prefeitura e pela Petrobras; até o momento, embora livres de poluição. Segundo o secretário de Meio Ambiente de Arraial, Arildo Mendes, a partir de hoje, serão feitas visitas técnicas em algumas das áreas atingidas para passar do status de estágio de emergência para estágio de alerta, apenas.

– Pretendemos manter esse estágio de alerta por um período de um mês, em parceria com a Petrobras. As praias estão limpas, mas o trabalho de atenção e de acompanhamento continua acontecendo – explica Arildo.

O secretário informou que sobre o novo vazamento, não há informações de que eles realmente atinjam a costa da região. De todo modo, recentemente, ficou definido que as cidades de Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio vão receber equipamentos necessários para a contenção de vazamentos de óleo, além de capacitação para agentes efetivos da Guarda Marítima e Ambiental para pronta resposta em casos como o das manchas de óleo que apareceram em praias dos três municípios.