Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Petrobras coloca 130 pessoas para conter óleo no mar

Companhia informou ter disponibilizado 13 embarcações no controle da poluição causada por plataforma

16 abril 2019 - 09h27
Petrobras coloca 130 pessoas para conter óleo no mar

O aparecimento de novas manchas de óleo em praias de Cabo Frio no último fim de semana fez Petrobras reforçar o esquema de limpeza e contenção do óleo que vazou de atividades da própria companhia no Campo Marlim Leste, na Bacia de Campos. Segundo a companhia, nesta semana 130 pessoas estão atuando na operação e 13 embarcações fazem o monitoramento da mancha de óleo no mar.

“A Petrobras prossegue trabalhando no recolhimento de resíduos de óleo e limpeza de praias nas regiões de Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. No total 130 profissionais estão atuando em terra e 13 embarcações estão sendo utilizadas para vistoria e eventual limpeza no mar, não tendo sido encontrado nenhum vestígio de óleo. Imagens de satélite, mergulhos e sobrevoos de helicóptero não detectaram nenhuma anormalidade. As causas do incidente estão sendo apuradas”, disse ontem a Petrobras.

A Petrobras foi questionada pela reportagem sobre as manchas terem voltado a aparecer mesmo depois da companhia ter iniciado a operação de contenção do óleo, mas, sobre isso, não houve resposta.

Novos pedaços de óleo chegaram no último sábado na Praia do Peró. O problema fez com que a Bandeira Azul, selo internacional concedido para praias que apresentam padrões estabelecidos de qualidade, fosse retirada. A bandeira não voltou a ser hasteada no domingo e nem ontem. Também houve relatos de óleo no sábado na Praia do Foguete.   

Na semana passada a Petrobras admitiu que o vazamento que atingiu praias da Região dos Lagos partiu das atividades da própria companhia no Campo Marlim Leste, na Bacia de Campos. Técnicos da Petrobras estiveram na Praia do Peró no sábado para colher amostras do material. A Petrobras é responsável por enviar equipes de limpeza aos locais atingidos.

– Esta situação nos deixa apreensivos pensando que poderia ter sido um derramamento maior e com consequências desastrosas. A situação inspira cuidados  mas se resume a placas de óleo na areia. É petróleo cru. Pequena quantidade, mas suficiente para causar transtorno porque muitos turistas, por exemplo, saíram da praia com manchas de óleo no pé – relatou o biólogo Octávio Meneses, membro do grupo Amigos do Peró.
– Eu estou no Peró há 15 anos e nunca vi isso na praia – contou a corretora de imóveis Luciene Oliveira.

Petrobras divulga relatório

O primeiro relatório elaborado pela Petrobrás sobre a presença de óleo nas praias da Região dos Lagos mostra a ação realizada através do monitoramento marítimo, aéreo e terrestre, desde os primeiros registros da chegada do óleo, no dia 26 de março.

Segundo a companhia, em todo o período desde que o vazamento ocorreu, mais de 260 pessoas, 27 veículos, 23 embarcações e duas aeronaves atuaram na identificação do óleo e limpeza do mar e da orla das cidades de Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios.

Em Búzios o óleo em forma de pelotas atingiu oito praias. Foram elas: Tucuns, Geribá, Brava, Tartaruga, Manguinhos, Marina, Gorda e Rasa. O litoral buziano registrou uma pequena presença do óleo, não gerando graves danos à natureza local. 

As praias mais atingidas foram Brava, cujo rochedo esquerdo e central apresentou manchas, e a praia da Tartaruga, com presença de resíduos oleosos no costão esquerdo, onde foi realizada uma raspagem para limpeza. 

No Mangue de Pedras da praia Gorda foi encontrada uma maior concentração de pelotas próximo à vila de pescadores, impregnando também o costão rochoso e as rochas que ficam na areia.

Em Búzios a Petrobrás mantém três bases operacionais nas praias de Una, Marina e Manguinhos, dando continuidade aos trabalhos de monitoramento e limpeza.

Amanhã será realizada em Cabo Frio a segunda reunião entre os secretários de Meio Ambiente das três cidades atingidas, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios. Desta vez com presença dos Guardas Marítimos Ambientais dos municípios em questão, o encontro segue com o objetivo de formação conjunta de uma equipe técnica especializada, para realizar as primeiras ações de combate em caso de novos vazamentos de óleo na região.