Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 307 Confirmados: 3144 Óbitos: 189
Suspeitos: 307 Confirmados: 3144 Óbitos: 189
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 261 601 41
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 959 61
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 17 500 18
Saquarema 7 518 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
UVA

Pesquisas realizadas em Cabo Frio contribuem para banco de dados internacional

Encontro para avaliar cadeia do atum e espécies afins acontece em Madrid

22 setembro 2015 - 16h01

O professor Eduardo Pimenta, coordenador do curso de Gestão Ambiental da Universidade Veiga de Almeida (UVA), está entre os representantes do Brasil na reunião anual da Comissão Internacional para a Conservação do Atum do Atlântico (ICCAT), que acontece em Madrid, Espanha, entre os dias 22 de setembro e três de outubro. A Comissão reúne pesquisadores e entidades que atuam em diferentes países dos continentes Americano, Europeu e Africano e tem como missão ordenar a pesca dos recursos migratórios de alto mar de todo o Atlântico e águas adjacentes.

Pesquisador dos peixes de bico há mais de duas décadas, professor Pimenta responde pela coleta de amostras da espécie na costa fluminense e desenvolve pesquisas em parceria com o professor doutor Alberto Amorim, do Instituto de Pesca do Estado de São Paulo. O professor Pimenta apresenta dados das pesquisas realizadas nas reuniões do Grupo de Espécies e no Comitê Permanente de Investigação e Estatísticas (SCRS). O pesquisador explica que as reuniões possibilitam a atualização da informação biológica e das estatísticas disponíveis de todas as espécies sob mandato da ICCAT, além de rever o status de todas as ações e preparar respostas à Comissão sobre questões científicas. “Este ano, o SCRS irá, ainda, rever a implementação de ações científicas para 2015-2020 e o plano de trabalho para 2016”, destaca.

Desde 2008, o Grupo de Estudos da Pesca da Universidade Veiga de Almeida (GEPesca/UVA), baseado no campus Cabo Frio, integra a estrutura do Subcomitê Científico do Comitê Consultivo Permanente de Gestão sobre Atuns e Afins, do Ministério da Pesca e Aquicultura. Cabe ao subcomitê, aportar os dados estatísticos da pesca brasileira na ICCAT. “Com base nesses estudos são feitas propostas para a adoção de medidas de ordenamento e conservação necessárias para a manutenção dos estoques em níveis compatíveis com o rendimento máximo sustentável”, explica Pimenta.

 

Fonte: UVA