Assine Já
terça, 11 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
15ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 4925 Óbitos: 287
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 372 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1661 97
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 754 39
Saquarema 864 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
INSCRIÇÕES REABERTAS

Com cuidados por causa da Covid, Peró volta a ter aulas de Tai Chi na Praça do Moinho

Alunos devem estar de máscara e levar álcool gel, por causa da pandemia

03 julho 2020 - 18h12Por Redação

Aconselhado para pessoas de todas as idades, o Tai Chi, que nasceu na China, é conhecido como o “Elixir da Longevidade”. Em época de pandemia, quando é importante aumentar a imunidade, o Tai Chi está sendo levado, duas vezes por semana na Praça do Moinho, no Peró. Com apoio do movimento Amigos do Peró, o mestre Eduardo Lessa Furtado reabriu as inscrições para as aulas, as quartas e sextas-feiras, às 9h. Por causa da pandemia do novo coronavírus, os alunos deverão estar de máscaras e levar álcool gel, que será oferecido também pelo professor.

Segundo o mestre, a prática constante do Tai Chi leva os alunos a gozar de boa saúde, decorrente de uma plena oxigenação e melhoria da circulação sanguínea, melhorando também a produção do líquido sonovial, responsável pela lubrificação das articulações do corpo.

– A atividade previne o aparecimento de artrite, artrose e outras doenças do gênero, além de desempenhar importante papel no combate à ansiedade, dispersão, taquicardia, asma, insônia, bronquite, depressão e estresse.

Ainda segundo o mestre Eduardo, o Tai Chi não se limite apenas à saúde física.

– Seus benefícios se estendem até nossas faculdades mentais, aumentando o grau de percepção, concentração, relaxamento, assim como a capacidade de meditação e circulação da energia anterior – explica.

Os moradores contam com as melhorias prometidas para a Praça do Moinho – principal espaço de lazer do Peró – para garantir um bom ambiente não somente para o Tai Chi como também para outras atividades esportivas e culturais. A praça tem problemas no piso; os bancos foram levados para conserto pela Secretaria de Serviços Públicos e não retornaram; há necessidade de reforma dos canteiros; e, outros melhoramentos, inclusive em relação à segurança à noite.

Para participar das aulas, os alunos colaboram com uma taxa mensal de R$ 30. Mais informações pelo telefone 22-99938-2703.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.