Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53859 Óbitos: 2198
Confirmados Óbitos
Araruama 12575 449
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15647 903
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7057 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
INSCRIÇÕES REABERTAS

Com cuidados por causa da Covid, Peró volta a ter aulas de Tai Chi na Praça do Moinho

Alunos devem estar de máscara e levar álcool gel, por causa da pandemia

03 julho 2020 - 18h12Por Redação

Aconselhado para pessoas de todas as idades, o Tai Chi, que nasceu na China, é conhecido como o “Elixir da Longevidade”. Em época de pandemia, quando é importante aumentar a imunidade, o Tai Chi está sendo levado, duas vezes por semana na Praça do Moinho, no Peró. Com apoio do movimento Amigos do Peró, o mestre Eduardo Lessa Furtado reabriu as inscrições para as aulas, as quartas e sextas-feiras, às 9h. Por causa da pandemia do novo coronavírus, os alunos deverão estar de máscaras e levar álcool gel, que será oferecido também pelo professor.

Segundo o mestre, a prática constante do Tai Chi leva os alunos a gozar de boa saúde, decorrente de uma plena oxigenação e melhoria da circulação sanguínea, melhorando também a produção do líquido sonovial, responsável pela lubrificação das articulações do corpo.

– A atividade previne o aparecimento de artrite, artrose e outras doenças do gênero, além de desempenhar importante papel no combate à ansiedade, dispersão, taquicardia, asma, insônia, bronquite, depressão e estresse.

Ainda segundo o mestre Eduardo, o Tai Chi não se limite apenas à saúde física.

– Seus benefícios se estendem até nossas faculdades mentais, aumentando o grau de percepção, concentração, relaxamento, assim como a capacidade de meditação e circulação da energia anterior – explica.

Os moradores contam com as melhorias prometidas para a Praça do Moinho – principal espaço de lazer do Peró – para garantir um bom ambiente não somente para o Tai Chi como também para outras atividades esportivas e culturais. A praça tem problemas no piso; os bancos foram levados para conserto pela Secretaria de Serviços Públicos e não retornaram; há necessidade de reforma dos canteiros; e, outros melhoramentos, inclusive em relação à segurança à noite.

Para participar das aulas, os alunos colaboram com uma taxa mensal de R$ 30. Mais informações pelo telefone 22-99938-2703.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.