Assine Já
segunda, 01 de março de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26824 Óbitos: 919
Confirmados Óbitos
Araruama 6793 183
Armação dos Búzios 3201 32
Arraial do Cabo 865 38
Cabo Frio 7434 352
Iguaba Grande 2529 55
São Pedro da Aldeia 3551 126
Saquarema 2451 133
Últimas notícias sobre a COVID-19
incêndio

Perícia determinará causa de incêndio em depósito em até 30 dias

Para evitar riscos a pedestres e motoristas, Defesa Civil interditou trecho da Rua Romário Gomes

23 agosto 2017 - 10h14Por Redação | Foto: Rodrigo Branco
Perícia determinará causa de incêndio em depósito em até 30 dias

Uma perícia feita pela Polícia Civil determinará a causa do incêndio ocorrido na noite desta terça-feira (22) em um depósito de produtos descartáveis, que fica na Rua Romário Gomes, no Jardim Flamboyant, em Cabo Frio. Para a realização do trabalho e evitar riscos a moradores e pedestres, foi interditada parte da rua, que fica nas imediações da Avenida Júlia Kubitscheck. Segundo a Polícia, o laudo será emitido entre 15 e 30 dias.

Uma equipe da Defesa Civil Municipal está no local na manhã desta quarta (23) para avaliar os danos e o possível comprometimento na estrutura do imóvel. O prédio que fica ao lado do galpão também será vistoriado, pois apresenta danos nas paredes. O Corpo de Bombeiros também realizará uma perícia de combate a incêndio.

– Pode ter sido ponta de cigarro jogada no chão ou um curto-circuito. A perícia apontará qual a causa – disse o comandante do 18º GBM, tenente-coronel Cássio Capelli.

Funcionários da Enel religaram a energia elétrica do quarteirão apenas no começo da manhã desta quarta (23). O trânsito nas avenidas Júlia Kubitscheck e Teixeira e Souza, que chegaram a ser interditadas, já flui normalmente nesta manhã.

As chamas começaram por volta das 19 horas de terça (22) e rapidamente se espelharam em função da natureza inflamável dos materiais que estavam armazenados. O combate ao fogo durou cerca de quatro horas e meia, incluindo o processo de rescaldo. Foi necessário o reforço de homens e viaturas dos destacamentos de São Pedro da Aldeia e de Arraial do Cabo. Segundo os Bombeiros, seis caminhões e 30 homens participaram da ação, que consumiu 80 mil litros de água.