Assine Já
sexta, 14 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
17ºmin
Alerj
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 5213 Óbitos: 304
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 384 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1721 100
Iguaba Grande 420 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 914 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
royalties

Perda nos royalties em um ano já chega a 42%

Acumulado até agosto de 2015 soma R$ 77 milhões contra R$ 134 milhões do mesmo período do ano passado

20 setembro 2015 - 12h28

Com a cotação do barril de petróleo do tipo ‘brent’ estacionada na faixa dos US$ 40, mês após mês, o depósito do repasse mensal dos royalties na conta da Prefeitura de Cabo Frio é motivo de desgosto. No mês passado, segundo a Agência Nacional do Petróleo o valor repassado para os cofres cabofrienses foi de R$ 3.183.365,90 contra R$ 4.958.640,77 (queda de 36%).

Se for levado em conta o acumulado no período de 12 meses, as perdas são ainda maiores. Este ano, por exemplo, nos oito primeiros meses, a cidade recebeu o total de R$ 77.745.062,20, contra R$ 134.178.770,59, no mesmo período de 2014. Isso significa uma retração de 42%.

O tombo é motivo de preocupação do Governo há bastante tempo e a aposta para sair do buraco segue sendo o empréstimo bancário a título de antecipação dos royalties, segundo reza a Resolução 43/2011 do Senado Federal, do senador Marcello Crivella (PRB-RJ).
Vale ressaltar que a angústia se refere especificamente às parcelas mensais destinadas pela União, uma vez que as trimestrais estão comprometidas até o ano que vem com o pagamento de outro empréstimo contraído pela Prefeitura, este junto ao Bano do Brasil, no início da atual gestão.