Assine Já
quarta, 24 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26207 Óbitos: 900
Confirmados Óbitos
Araruama 6686 181
Armação dos Búzios 3181 32
Arraial do Cabo 844 37
Cabo Frio 7163 342
Iguaba Grande 2472 54
São Pedro da Aldeia 3486 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
royalties

Perda nos royalties em um ano já chega a 42%

Acumulado até agosto de 2015 soma R$ 77 milhões contra R$ 134 milhões do mesmo período do ano passado

20 setembro 2015 - 12h28

Com a cotação do barril de petróleo do tipo ‘brent’ estacionada na faixa dos US$ 40, mês após mês, o depósito do repasse mensal dos royalties na conta da Prefeitura de Cabo Frio é motivo de desgosto. No mês passado, segundo a Agência Nacional do Petróleo o valor repassado para os cofres cabofrienses foi de R$ 3.183.365,90 contra R$ 4.958.640,77 (queda de 36%).

Se for levado em conta o acumulado no período de 12 meses, as perdas são ainda maiores. Este ano, por exemplo, nos oito primeiros meses, a cidade recebeu o total de R$ 77.745.062,20, contra R$ 134.178.770,59, no mesmo período de 2014. Isso significa uma retração de 42%.

O tombo é motivo de preocupação do Governo há bastante tempo e a aposta para sair do buraco segue sendo o empréstimo bancário a título de antecipação dos royalties, segundo reza a Resolução 43/2011 do Senado Federal, do senador Marcello Crivella (PRB-RJ).
Vale ressaltar que a angústia se refere especificamente às parcelas mensais destinadas pela União, uma vez que as trimestrais estão comprometidas até o ano que vem com o pagamento de outro empréstimo contraído pela Prefeitura, este junto ao Bano do Brasil, no início da atual gestão.