Assine Já
quinta, 28 de outubro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Acia

Patrícia Cardinot é eleita para presidência da Acia

Empresária diz que mudança de sede é uma das prioridades da gestão

22 março 2019 - 19h53Por Rodrigo Branco I Foto: Arquivo Folha
Patrícia Cardinot é eleita para presidência da Acia

Candidata única à sucessão de Eduardo Rosa, a empresária do ramo imobiliário Patrícia Cardinot foi eleita, nesta sexta-feira (22), para a presidência da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio (Acia) até 2021. Sem concorrência, o pleito desta sexta-feira resumiu-se a um ato administrativo em que a chapa de Patrícia foi submetida a análise pela comissão eleitoral.

Burocracias à parte, Patrícia festejou a eleição e, apesar de a posse estar marcada para o próximo dia 3, já trabalha pela entidade. A transição não será problema, uma vez que Eduardo Rosa faz parte da chapa, como vice-presidente. Sem abrir mão das ferramentas virtuais; como site e redes sociais, que ela pretende modernizar de imediato, a futura presidente elegeu a mudança de sede, que hoje fica em um prédio no Centro, como uma das prioridades.

– O prefeito disse que vai liberar uma área para construir a sede, que é um sonho, possivelmente no Novo Portinho. Na verdade, é algo que a gente precisa definir porque que o local atual dificulta muito pela falta de acessibilidade. São três andares de escada e se já é muito complicado para gente, imagina para quem não tem condições. A pessoa se desestimula a fazer um certificado, a fazer uma consulta no Serasa. Meu objetivo é mudar para um local mais linear e tentar vender o prédio – explicou Patrícia.

A empresária disse ainda que pretende marcar um encontro com o prefeito Adriano Moreno (Rede) logo após a posse, mas que vai buscar parcerias com outras associações.

– Meu estilo vai ser arrojado, enxugando todos os custos porque o momento é para enxugar. Quero criar parcerias, atraindo e fortalecendo o comércio local. Vou brigar pela Rua dos Biquínis, que é nosso polo de moda praia, que tem que ser valorizado e respeitado. Estou tentando ver de que forma podemos ajudar o governo dando sugestões. Vamos criar conselhos dentro da própria associação comercial e convidar pessoas de fora com competência, com potencial, para fazer parte – resumiu.