Assine Já
quarta, 20 de outubro de 2021
Região dos Lagos
19ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Parókia

Parókia pode virar patrimônio imaterial

Projeto que dá novo status a histórico bloco carnavalesco tramita na Câmara

29 agosto 2019 - 18h46Por Rodrigo Branco
Parókia pode virar patrimônio imaterial

Na alma do folião cabofriense, o bloco Parókia já é um ‘bem tombado’, mas agora a tradicional agremiação carnavalesca está muito próxima de se tornar patrimônio cultural imaterial do município por força de uma lei.


O projeto de lei Nº 0190/2019, de autoria do vereador Rafael Peçanha (PDT), vai tramitar pelas comissões da casa até ser votado em plenário. Caso seja aprovado, será encaminhado para a sanção do prefeito Adriano Moreno (DEM). 


Na justificativa para o projeto, o vereador argumenta que o patrimônio imaterial é transmitido de geração em geração e constantemente recriado e apropriado por indivíduos e grupos sociais como importantes elementos de sua identidade.


“O Bloco Parókia é um dos mais tradicionais de Cabo Frio, sempre arrasta multidões pelas ruas do Centro da Cidade para brincar o Carnaval ao som das marchinhas antigas, misturadas aos novos ritmos. O Bloco Parókia atrai pessoas de todas as idades e junta no mesmo lugar tradição e modernidade”, diz o texto assinado pelo vereador.


A notícia alegrou os integrantes do bloco, que se manifestou  pelas redes sociais. Um grupo de foliões foi à Câmara ontem para acompanhar a sessão legislativa.


O presidente da agremiação, Jessé Menezes, agradeceu pela inciativa. 


– Recebo esse projeto com muito agrado. A gente fica muito feliz pelo reconhecimento. O Rafael é um amigo antigo do bloco – disse o maestro.
O trombonista acredita que, com o bloco elevado ao status de patrimônio imaterial, a situação melhore no que diz respeito à obtenção de apoios e à captação de patrocínios.


– Com certeza, a gente fica com uma credibilidade muito grande no meio artístico da cidade. Com esse reconhecimento, a gente passa a ter mais valor no meio cultural – avalia. 


De todo modo, o Parókia já se mobiliza para não deixar o samba ‘atravessar’ no Carnaval de 2020, quando vai completar 51 anos de fundação. 
A diretoria da agremiação planeja realizar eventos e comercializar itens, como camisas, a fim de angariar fundos para viabilizar o desfile do bloco, que arrasta uma multidão de foliões também nos concorridos ensaios de início de ano, na Rua Jorge Lóssio, no Centro. 


– A gente está conversando. Tem um grupo que está agilizando tudo, fazendo reuniões. O bloco está sinalizando para novas vertentes – complementa o veterano músico.


Recentemente, o prefeito sancionou a lei nº 3077/2019, que também torna patrimônio cultural imaterial os festejos em homenagem à Nossa Senhora da Assunção, padroeira da cidade. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.