Assine Já
terça, 07 de julho de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 309 Confirmados: 3115 Óbitos: 187
Suspeitos: 309 Confirmados: 3115 Óbitos: 187
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 254 597 40
Armação dos Búzios X 265 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 959 61
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 17 500 18
Saquarema 16 493 30
Últimas notícias sobre a COVID-19
parada

Parada Gay traz votos contra homofobia

A 12ª edição do evento teve tema que pedia por mais consciência política

06 setembro 2016 - 09h42Por Gabriel Tinoco
Parada Gay traz votos contra homofobia

Uma festa de igualdade coloriu Cabo Frio no último domingo. A 12ª edição da Parada do Orgulho LGBT de Cabo Frio povoou a Praia do Forte, com o tema ‘Vote Contra a Homofobia – Defenda sua Cidadania’, um ativismo político pelos direitos LGBT. A organização deu uma estimativa de 50 mil pessoas na manifestação.

De acordo com o coordenador da manifestação e presidente do Grupo Iguais, o movimento está mais atento para a questão da homofobia. 

– Foi o primeiro ano depois de seu retorno pra Praia do Forte que a manifestação ocorreu no período de eleições municipais. E isso com toda certeza mostra a força de coalizão de nosso movimento e de parceiros de luta contra os homofóbicos que pleiteiam cargos no Executivo e no Legislativo. Sensibilizamos os presentes para os cuidados básicos para a escolha de um candidato e a importância dos seus votos contra a homofobia. Precisamos avançar muito ainda e nos posicionar para tal. Estamos muito mais atentos e aptos hoje para tal – afirma. 

Mas também teve espaço para festa. O evento contou com dois trios elétricos. Além disso, DJs e shows de drag queens também divertiram a todos na parada. A cantora Alexxa, que compôs o hit ‘Give It to Me’, do CD da Summer Eletro Hits 6, animou o público na noite de domingo.

Falta de segurança – Se por um lado a diversão tomou conta da Parada Gay, por outro lado, a violência assusto. A Polícia Militar informou que dez ocorrências foram registradas durante o evento na 126 DP (Cabo Frio). Os assaltos de celulares foram os crimes mais cometidos na noite de domingo.

– A Prefeitura nem o trânsito fechou direito, mesmo nos exigindo aluguel de grades para tal e frete. O policiamento na manifestação, que sempre foi motivo para elogios ,não foi nada ostensivo e deixou muito a desejar. Mas conseguimos manter o nivel da maior Parada Gay da Região dos Lagos – comenta Rodolpho.

A Polícia Militar rebateu as críticas em comunicado enviado na tarde de ontem. “O Comando do 25° BPM, vem por meio deste esclarecer alguns fatos ocorridos na Parada LGBT de Cabo Frio. O policiamento não foi empregado nos postos de observação, visto que os mesmos não estavam afixados no chão, o que não apresentou segurança para os nossos policiais. O planejamento operacional  foi realizado conforme as normas técnicas da corporação para eventos de grande porte, havendo inclusive policiais militares do serviço reservado da unidade, em meio ao  público, que auxiliaram na apreensão de um homem que estava praticando furtos no local. O evento contou com o apoio de 80 policiais militares, incluindo  motopatrulhas, policiamento a pé, rádiopatrulhas e  quadriciclos.

Tão eficaz foi o planejamento operacional  para o evento, que durante a parada um homem foi detido por furto de  celulares. Ressaltando ainda que policiais militares do 25° BPM prestaram diversos auxílios, dentre eles  a uma vítima de agressão, que necessitou de atendimento médico, onde o autor foi detido e a uma jovem que ao cair, cortou-se e foi levada de imediato ao hospital local. 

O Comando do 25° BPM reintera que o planejamento operacional utilizado pela unidade no evento do domingo atendeu todas as normas de segurança tanto para a população quanto para os policiais empregados no evento, policiais esses que atuaram de maneira técnica e eficiente.”