Assine Já
sábado, 23 de outubro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
FIM DA 'SECA'

Orla do Peró começa a receber rede de água potável

Sistema vai abastecer os 17 quiosques da praia, que até agora usam água de galões

08 dezembro 2020 - 17h48Por Paulo Roberto Araújo (colaboração)

Quase vinte anos após o início da concessão, a concessionária Prolagos começou a instalar a rede de água potável na orla da Praia do Peró, que a partir deste fim de semana volta a desfraldar a Bandeira Azul, certificado internacional de qualidade ambiental. A nova rede vai abastecer os 17 quiosques da praia, que até agora usam água de galões. Não há previsão, contudo, para a construção da nova rede de esgotamento sanitário.

As obras foram iniciadas depois que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente emitiu, no dia 18 de novembro, a certidão ambiental autorizando a instalação da rede de água potável, uma antiga reivindicação não somente dos proprietários de quiosques como também dos usuários. Sem o abastecimento, os comerciantes eram obrigados a usar água de poço para lavar os utensílios usados nas cozinhas.

Na certidão ambiental, a Prolagos é autorizada a instalar a rede de água potável juntamente com a rede de esgotamento sanitário. Atualmente, os resíduos dos banheiros e das caixas de gordura escoam por uma rede antiga que leva os detritos para a rede de água pluvial do Peró, sem, contudo, comprometer a praia.

 A Prolagos informou que a nova rede de esgotamento sanitário só será feita após a construção dos novos quiosques. O prefeito eleito de Cabo Frio, José Bonifácio, em visitas ao Peró, disse que a água potável e o esgotamento sanitário da orla são prioridades e que iria cobrar as obras da concessionária. “É uma obrigação da Prolagos e uma questão de saúde pública” – afirmou.

José Bonifácio disse ainda que pretende construir novos quiosques, mas ao longo do seu governo. Lembrou que os recursos da Prefeitura são reduzidos e que procurará parcerias para executar as obras:

– Vamos tentar fazer ao menos quatro quiosques por ano (cada conjunto envolve dois quiosques). Designei os futuros secretários de Obras, o de Meio Ambiente e o de Governo, para conversar com a Prolagos, não somente sobre o Peró como também a respeito de Tamoios, que não tem um metro de rede de esgotos. Oras com grande investimentos demoram, mas não é possível que um bairro, que tem a Bandeira Azul não tenha saneamento básico  – lamentou o prefeito eleito.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.