Assine Já
terça, 24 de novembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 11377 Óbitos: 530
Confirmados Óbitos
Araruama 2262 116
Armação dos Búzios 1000 16
Arraial do Cabo 364 16
Cabo Frio 3609 179
Iguaba Grande 1034 39
São Pedro da Aldeia 1693 75
Saquarema 1415 89
Últimas notícias sobre a COVID-19
Orca

Orcas dão show de beleza no mar de Arraial do Cabo

Leitores flagram mamíferos durante passeio de barco

08 dezembro 2015 - 09h29Por Nicia Carvalho

Após uma semana instável, com chuvas e ventos que se al­ternaram com forte calor típico da proximidade com o verão, o fim de semana presenteou aque­les que se aventuraram no mar de Arraial do Cabo. O motivo foi a família de orcas que acom­panhou alguns barcos de passeio no sábado e foram flagradas por leitores. Ontem, ainda era possí­vel vê-las pelo mar. A aparição destes animais na região é co­mum e cada vez maior, de acor­do com o biólogo Herick Simas.

– Não é a primeira vez que elas aparecem. Historicamente, baleias e orcas [que pertencem à família dos golfinhos] frequen­tam a região. Tanto que no Mu­seu Oceanográfico de Arraial tem uma ossada deste animal e tem sido cada vez maior a presença delas por aqui – conta o biólogo.

Segundo ele, não há como precisar o motivo deste grupo ter aparecido em Arraial. Duas hipóteses podem ser: o mar da região estar na rota migratória ou de alimentação. Simas expli­cou ainda que, no caso de outras espécias, como a jubarte, que frequentemente aparace na re­gião, o período de migração é de setembro a novembro.

As orcas, que podem pesar até nove toneladas, pertencem a uma das 35 espécies da família dos golfinhos (os de maior por­te) e são consideradas predado­res bastante versáteis por possu­írem dieta variada com peixes, moluscos, aves, tartarugas, fo­cas, tubarões e até animais de tamanho maior, quando caçam em grupo. Apesar do parentes­co com os amáveis golfinhos, as orcas ganharam alcunha de “assassinas” na ficção, no fim da década de 70. No início dos anos 90, “Free Willy” tentou reverter o quadro com a história de uma orca que tenta fugir do cativeiro para retornar ao habitat natural.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta terça-feira (8)