Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8402 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1657 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 695 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
SOM ALTO

Operação vai fiscalizar som alto no fim de semana em Cabo Frio

Reunião no MP definiu medidas adotadas a partir desta sexta (29)

29 setembro 2017 - 17h34Por Redação I Foto: Arquivo Folha
Operação vai fiscalizar som alto no fim de semana em Cabo Frio

A Prefeitura e a Polícia Militar realizarão operações para coibir poluição sonora e outras infrações durante a noite em ruas do Centro da cidade. Os procedimentos que serão adotados a partir deste fim de semana foram definidos em uma reunião na última segunda, na sede do Ministério Público Estadual, convocada pela Promotoria de Tutela Coletiva. A operação será realizada nas ruas 13 de Novembro, Meira Júnior, Jorge Lóssio e Ismar Gomes.

A reunião foi convocada pelo MP após o crescimento do número de reclamações de moradores do entorno em relação ao problema. As reclamações continuaram mesmo após algumas operações já terem sido realizadas anteriormente pela Guarda Civil Municipal e pela Fiscalização de Posturas com apoio da PM.

Entre as medidas adotadas está a determinação para fechamento, após o horário permitido, dos estabelecimentos comerciais que possuem alvará com autorização para funcionamento até as 22h. Nesta quinta (28), uma notificação foi emitida pela Fiscalização de Posturas avisando que a tolerância para o funcionamento destes estabelecimentos será até as 23h. Segundo o coordenador geral de Fiscalização de Posturas, Gilson da Costa, nesta primeira etapa do trabalho os comerciantes e frequentadores serão devidamente avisados dos procedimentos que precisarão ser tomados.

“A situação chegou a um ponto em que se tornou necessária essa intervenção. A Prefeitura já havia sido condenada em processo que obriga a coibir o som acima do volume permitido nas ruas e comércios da cidade, e vem fazendo isso. Agora o Ministério Público nos chamou para alinhar os procedimentos necessários para este local específico no Centro da cidade. Iremos fiscalizar o som acima do volume permitido e o funcionamento correto dos estabelecimentos comerciais, enquanto a Polícia Militar irá agir para coibir possíveis crimes”, explica Gilson.

Segundo o coordenador geral de Ordem Pública, Ricardo Melo, equipes da Guarda Civil irão intensificar o patrulhamento no local. “Nossas equipes fazem rondas periódicas, mas é um trabalho complicado porque quando a equipe sai do local o problema volta. Então iremos intensificar o patrulhamento para coibir as irregularidades”, afirma Melo.