Assine Já
domingo, 05 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53720 Óbitos: 2188
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6584 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5572 147
São Pedro da Aldeia 7051 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Operação no Manoel Corrêa teve um morto, 17 presos e dois corpos encontrados em Cabo Frio

Dez pessoas foram presas com mandado e outras sete em flagrante

08 agosto 2019 - 12h27
Operação no Manoel Corrêa teve um morto, 17 presos e dois corpos encontrados em Cabo Frio

Um homem morreu e outros 17 foram presos durante a operação Toxicity, realizada pelas políciais Civil e Militar no bairro Manoel Corrêa, em Cabo Frio, segundo o balanço divulgado nesta quinta-feira (8). A operação realizada no dia anterior contou com 140 policiais de diversas unidades, e forte aparato como o uso de helicóptero, veículos blindados e cães farejadores. Segundo a polícia, parte dos presos teria envolvimento com o desaparecimento de dois vigias no último fim de semana.

Durante a operação, restos mortais foram encontrados enterrados em uma área de dunas. A suspeita é de que possam ser dos vigias desaparecidos. A análise vai ser feita por exame de DNA.

"Os policiais civis da 126ª DP  trabalharam de forma intensa e ininterrupta nos últimos nove dias, ouvindo pessoas e cruzando informações de todas as fontes disponíveis, visando elucidar esse crime hediondo e de solução complexa (desaparecimento dos vigias. O trabalho de integração e cooperação com os policiais militares do 25° BPM foi constante nesses dias. Essa grande operação deu seguimento às ações já desenvolvidas para tentar localizar os corpos de dois vigias noturnos que, por volta de 23h30 do dia 27/07/2019, foram sequestrados, torturados, roubados e possivelmente mortos pelos criminosos da Favela do Lixo", diz a nota divulgada pela Polícia Militar.

Entre os dez mandados de prisão cumpridos, três, de acordo com a polícia, estão diretamente ligados ao crime contra os vigias. Ainda segundo a PM, a morte de um homem ocorreu durante intenso confronto entre policiais e criminosos. 

Ainda no balanço consta a apreensão de cinco armas de fogo, munições, maconha, cocaína e loló, caderno de anotação do tráfico, dinheiro e um equipamento usado para estourar o pneu de viaturas da polícia, chamado de "jacaré".

Entenda o caso dos vigias

Três homens foram sequestrados por criminosos no último fim de semana. As vítimas são do Espírito Santo e estavam há pouco tempo em Cabo Frio. Ele montaram um escritório em Campos dos Goytacazes e vieram para a Região dos Lagos, onde estavam oferecendo serviço de guarda noturno comunitário não armado. Por volta das 23h30 do último sábado, eles foram abordados no bairro Guarani e levados para um local nas proximidades do bairro Manoel Corrêa, onde foram torturados por horas.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o trio foi confundido com milicianos pelos criminosos locais. Um dos sequestrados conseguiu fugir até a Vila do Sol, onde vagou até conseguir apoio policial. Em relato aos policiais, o rapaz disse que ele e os colegas foram obrigados a cavar a própria cova. Ele prestou depoimento, participou da primeira rodada de buscas e está ajudando nas investigações. 

– Estivemos com a vítima sobrevivente no domingo pela manhã no hospital. Na segunda, ele ficou horas conosco na delegacia e informou que estão há quase três anos prestando esse apoio de serviço comunitário em Campos. A empresa é de lá. Estamos buscando detalhes sobre ela. Eles se estabilizaram e vieram tentar empreender aqui na Região dos Lagos. O primeiro bairro que eles panfletaram e começaram foi o Guarani. Eles não conheciam bem a região. O bairro fica ao lado do Lixo (Manoel Corrêa, também chamado de Favela do Lixo), e eles tiveram esse problema – informou o delegado titular da 126ª DP (Cabo Frio), Sérgio Caldas, ainda no começo da semana.