Assine Já
sexta, 07 de agosto de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
14ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 4771 Óbitos: 282
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 744 39
Saquarema 833 50
Últimas notícias sobre a COVID-19
Promotor

Operação Dominação: “População pode confiar na justiça”, diz promotor

Marcelo Arsenio disse que envolvidos que ainda não foram presos ‘não devem ficar sossegados’

09 dezembro 2015 - 08h58Por Rodrigo Branco

Desde que a segunda etapa da Operação Dominação foi de­flagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, há seis dias, muita gente perdeu o sono não apenas em Arraial do Cabo, principal palco das investidas policiais, como em Cabo Frio e nas cidades vizinhas.

No que depender da disposi­ção do promotor do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Marcelo Arsenio, muita coisa ainda vai acontecer além das prisões e apreensões realizadas até agora. Como um novelo de lã que se desfaz, a investigação tomará novos rumos de acordo com os documentos e computa­dores encontrados nessa segun­da etapa. De acordo com o pro­motor, vem mais mais por aí.

– Sem dúvida, quem estiver envolvido e não foi preso até agora deve ficar preocupado – afirma Arsenio.

Folha dos Lagos – Após as prisões (oito mandados cum­pridos) e o sequestro dos bens da quadrilha (mais de R$ 20 milhões em carros, imóveis e terrenos), quais os próximos passos da operação?

Marcelo Arsenio – Na ver­dade, a documentação que foi apreendida vai ser objeto de aná­lise da Polícia Federal. Mas nada que vá ser feito de maneira aço­dada ou com precipitação. Tan­to que essa segunda etapa veio depois de meses, dos desdobra­mentos da 1ª fase, realizada em janeiro. Será feita uma perícia e a análise propriamente dita dos documentos demora. Não é nada de forma imediata.

Folha – Mas em relação ao que o senhor já teve acesso, o que mais te chamou a atenção?

Arsenio – Para falar a verda­de, ainda não tive acesso a nada. A operação foi feita na quinta-feira; na sexta, foi véspera de fim de semana e agora que tudo será analisado. Estamos aguar­dando a decisão do juiz quanto às transferências do Chico e do Cadu Playboy para presídios fe­derais e aguardando a captura dos três foragidos. A Polícia Fe­deral vai focar na investigação,

Folha – E como está a situa­ção da transferência do Chico e do Cadu Playboy?

Arsenio – A transferência do Chico está no âmbito da Opera­ção Dominação e a autorização do juiz deve acontecer nos pró­ximos dias. Já a do Cadu está em outro processo, referente à Operação Constantino, realiza­da em outubro. Cadu e outros dois réus com quem ele falava já foram transferidos para o presídio de segurança máxima de Bangu I.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira (9)