Assine Já
sexta, 23 de outubro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9419 Óbitos: 486
Confirmados Óbitos
Araruama 1914 111
Armação dos Búzios 582 10
Arraial do Cabo 298 15
Cabo Frio 3084 168
Iguaba Grande 826 38
São Pedro da Aldeia 1456 71
Saquarema 1259 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
Promotor

Operação Dominação: “População pode confiar na justiça”, diz promotor

Marcelo Arsenio disse que envolvidos que ainda não foram presos ‘não devem ficar sossegados’

09 dezembro 2015 - 08h58Por Rodrigo Branco

Desde que a segunda etapa da Operação Dominação foi de­flagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, há seis dias, muita gente perdeu o sono não apenas em Arraial do Cabo, principal palco das investidas policiais, como em Cabo Frio e nas cidades vizinhas.

No que depender da disposi­ção do promotor do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Marcelo Arsenio, muita coisa ainda vai acontecer além das prisões e apreensões realizadas até agora. Como um novelo de lã que se desfaz, a investigação tomará novos rumos de acordo com os documentos e computa­dores encontrados nessa segun­da etapa. De acordo com o pro­motor, vem mais mais por aí.

– Sem dúvida, quem estiver envolvido e não foi preso até agora deve ficar preocupado – afirma Arsenio.

Folha dos Lagos – Após as prisões (oito mandados cum­pridos) e o sequestro dos bens da quadrilha (mais de R$ 20 milhões em carros, imóveis e terrenos), quais os próximos passos da operação?

Marcelo Arsenio – Na ver­dade, a documentação que foi apreendida vai ser objeto de aná­lise da Polícia Federal. Mas nada que vá ser feito de maneira aço­dada ou com precipitação. Tan­to que essa segunda etapa veio depois de meses, dos desdobra­mentos da 1ª fase, realizada em janeiro. Será feita uma perícia e a análise propriamente dita dos documentos demora. Não é nada de forma imediata.

Folha – Mas em relação ao que o senhor já teve acesso, o que mais te chamou a atenção?

Arsenio – Para falar a verda­de, ainda não tive acesso a nada. A operação foi feita na quinta-feira; na sexta, foi véspera de fim de semana e agora que tudo será analisado. Estamos aguar­dando a decisão do juiz quanto às transferências do Chico e do Cadu Playboy para presídios fe­derais e aguardando a captura dos três foragidos. A Polícia Fe­deral vai focar na investigação,

Folha – E como está a situa­ção da transferência do Chico e do Cadu Playboy?

Arsenio – A transferência do Chico está no âmbito da Opera­ção Dominação e a autorização do juiz deve acontecer nos pró­ximos dias. Já a do Cadu está em outro processo, referente à Operação Constantino, realiza­da em outubro. Cadu e outros dois réus com quem ele falava já foram transferidos para o presídio de segurança máxima de Bangu I.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quarta-feira (9)