Assine Já
sexta, 23 de outubro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9419 Óbitos: 486
Confirmados Óbitos
Araruama 1914 111
Armação dos Búzios 582 10
Arraial do Cabo 298 15
Cabo Frio 3084 168
Iguaba Grande 826 38
São Pedro da Aldeia 1456 71
Saquarema 1259 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
reforma

Obras na Rua dos Biquínis, em Cabo Frio, estão quase concluídas

Já a intervenção nas áreas de lazer da Gamboa ainda não começou 

15 outubro 2014 - 13h24Por Texto e fotos: Sérgio Meirelles
 Obras na Rua dos Biquínis, em Cabo Frio, estão quase concluídas

A reforma na famosa Rua dos Biquínis, na Gamboa, está a pleno vapor e, para alegria de clientes e lojistas, ela deverá estar concluída em meados de novembro. Não muito longe dali, os moradores do bairro convivem com o abandono de suas praças e áreas de lazer. Enquanto o presidente da Associação Comercial, Sílvio Rodrigues, comemora as melhorias no Shopping Moda Praia, o presidente da Associação dos Moradores, Edson Francisconi dos Santos, o Dinho, aguarda com ansiedade o início das obras de recuperação dos pontos públicos que foram prometidas pelo prefeito Alair Corrêa. 

Hoje, quem passa pela Rua dos Biquínis se depara com um movimento intenso de clientes e de trabalhados da empreiteira responsável pela reforma do shopping, um dos ‘points’ da cidade mais visitados por turistas durante todo o ano. Segundo o presidente da Associação Comercial, a obra iniciou há pouco mais de um mês e deve ser concluída até o dia 20 de novembro. A reforma, de acordo com Rodrigues, custará aos cofres públicos cerca de R$ 2,2 milhões.

– Há 12 anos que não se fazia nada na Rua dos Biquínis. O piso estava cheio de buracos e a cobertura foi danificada pela chuva de granizo. Tudo está sendo refeito e deixando o local como era antes, inclusive com um novo jardim. Nós, os lojistas, e acredito que também os clientes ficarão satisfeitos com a reforma – disse Rodrigues.

Alegria de uns, tristeza de outros. A um quarteirão do shopping, na Rua Jorge Veiga, o campo de futebol público está parcialmente destruído. O espaço foi inaugurado há aproximadamente 12 anos e desde então nunca passou sequer por manutenção. A grama verde que no início cobria todo o terreno e fazia a bola rolar sem dificuldade não se vê mais. Em seu lugar ficou a areia grossa e os punhados de capim que teimam em permanecer no local. Parte da grade que circunda o campo e que deveria protegê-lo da invasão de animais e de vândalos está tombada e arrebentada.

Mas não é só isso. Os refletores não iluminam mais nada, pois estão com suas lâmpadas queimadas, não há banheiro e tampouco vestiários para os usuários. Sem outro lugar para treinar os alunos da escolinha de futebol do bairro, o professor de futebol David Barbosa, de 19 anos, leva os garotos para o campo mais cedo para aproveitar a luz do dia. É claro que, com tantos desníveis no terreno e a total falta de estrutura, o aprendizado fica comprometido.

– Sempre dei aula de futebol neste campo. Nunca vi fazerem uma reforma. Não tenho outro lugar para treinar os garotos. Espero que um dia eles consertem a grade, os refletores e reimplantem a grama – disse esperançoso o professor.

Se depender da dedicação do presidente da Associação de Moradores da Gamboa e do cumprimento da promessa do prefeito Alair Corrêa, o sonho do professor David será realizado em breve. Segundo Dinho, como é conhecido no bairro, há três meses o prefeito lhe prometeu fazer uma obra no campo de futebol e entregá-lo novinho em folha aos moradores.

– O projeto de reforma foi feito pela nossa associação e entregue ao prefeito. O campo será totalmente modificado e oferecerá mais conforto aos usuários. Ele terá grama sintética, banheiros e vestuários. Alair Corrêa me disse que a obra irá começar a qualquer momento – contou, confiante, Dinho.

A promessa de Alair Corrêa aos moradores da Gamboa não param por aí. De acordo com Dinho, o prefeito se comprometeu também em recuperar a Praça Major Antônio Terra, a mais importante do bairro, e onde funcionam outras áreas de lazer, como o parquinho infantil e a quadra de futevôlei. Os dois espaços também estão bem deteriorados. O piso de feltro do parque está descolando e os brinquedos estão danificados. A grade que cerca a quadra está destruída em vários pontos.

– Temos outros planos para a praça, com a construção de uma academia para os idosos. Esperamos que o prefeito consiga concluir essas obras até abril do próximo ano, pois em maio acontece em nosso bairro a tradicional festa do trabalhador – pediu Dinho.