terça, 18 de junho de 2024
terça, 18 de junho de 2024
Cabo Frio
21°C
Park lagos
Park Lagos 2
SANEAMENTO

Obras de expansão da Estação de Tratamento de Esgoto avançam em São Pedro da Aldeia

Com investimento de mais de R$ 50 milhões, unidade vai passar por modernização; capacidade média de tratamento passará de 150 para 180 litros por segundo

22 março 2024 - 15h37Por Redação
Obras de expansão da Estação de Tratamento de Esgoto avançam em São Pedro da Aldeia

Como parte dos investimentos feitos pela Prolagos para a melhoria no sistema de esgotamento sanitário nos municípios da região onde atua, as obras de expansão da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Pedro da Aldeia avançam rapidamente. Com um investimento de R$ 53 milhões, a unidade situada no bairro Balneário terá um aumento de capacidade de tratamento da ordem de 20%, passando de 150 litros por segundo para 180 litros por segundo, já após a primeira das duas fases previstas da obra. 

Nesta etapa, estão sendo construídos dois decantadores, que são as estruturas responsáveis por remover as partículas sólidas em suspensão presentes no esgoto; além de uma unidade de adensamento, para redução do lodo gerado pelo tratamento; um tanque biológico, para degradação da matéria orgânica por meio de bactérias aeróbicas, e um canal de desinfecção ultravioleta, sistema energeticamente eficiente e sustentável, entre outros módulos.  

Além das novas estruturas, a unidade vai ganhar equipamentos de automação e telemetria, para o monitoramento remoto e em tempo real de toda a operação pelo Centro de Controle Operacional (CCO), na sede da concessionária. 

A ampliação da ETE de São Pedro da Aldeia tem o objetivo de aumentar a capacidade de atendimento ao município e à própria região, que se encontra em processo de crescimento populacional, como explica o gerente de Engenharia da Prolagos, Marcos Vinicius Araújo. 

“A estação de tratamento de esgoto de São Pedro da Aldeia está sendo ampliada para atender às demandas futuras, além de atender também aos níveis determinados pelas legislações vigentes. Ao fim desta ampliação, a ETE terá sua capacidade de tratamento aumentada para 180 litros por segundo. As obras têm previsão de conclusão para o segundo semestre deste ano. Com isso, nós iremos concluir mais um grande projeto que irá garantir a eficiência do sistema de esgotamento sanitário do município, bem como contribuir com a proteção e preservação da Lagoa de Araruama”, destacou. 

E é exatamente a recuperação da maior laguna hipersalina do mundo uma das principais consequências dos investimentos em saneamento básico feitos pela concessionária nos últimos 25 anos, que totalizam R$ 1,4 bilhão. A ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto de São Pedro da Aldeia aumenta o histórico de obras no setor, que inclui a construção de um cinturão coletor de mais de 60 Km para blindar a Lagoa de Araruama, que está sendo realizada por etapas, e a expansão do sistema de esgotamento sanitário como um todo. 

Os benefícios a partir do saneamento não se restringem à preservação do meio ambiente. Eles se estendem às áreas de saúde, com a redução no risco de doenças; de economia e de turismo, a exemplo do que ocorre com a Lagoa de Araruama, que desde dezembro tem a Bandeira hasteada em duas de suas praias para a temporada 2023/2024: Ubás, em Iguaba Grande, e Pedras de Sapiatiba, em São Pedro da Aldeia.  

O secretário municipal de Meio Ambiente e Pesca de São Pedro da Aldeia, Mario Flavio Moreira, fala da expectativa pelo início da operação da unidade ampliada. 

“A ampliação da ETE é extremamente importante para o município. A gente aguarda com muita ansiedade a inauguração e a entrada de operação da estação após a ampliação, porque você vai proporcionar não só maior capacidade, como também uma maior efetividade no tratamento. Essa é uma grande obra para São Pedro, para toda a região e para a bacia da Laguna de Araruama”, afirmou.  

Além da ETE São Pedro da Aldeia, a Prolagos conta com outras seis unidades para tratar o esgoto dos cinco municípios da sua área de atuação: duas em Cabo Frio; uma em Armação dos Búzios; duas em Arraial do Cabo e outra em Iguaba Grande. Juntas, elas têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia. 

O diretor-presidente da Prolagos, Pedro Augusto Freitas, ressaltou que a operação da unidade ampliada terá impactos positivos duradouros para a população. 

“A obra de ampliação da ETE São Pedro da Aldeia representa a perpetuação de um legado em saneamento construído por mais de duas décadas, proporcionando maior qualidade de vida para toda a região, mas sobretudo beneficiando as atuais e futuras gerações de pessoas que vivem da Lagoa de Araruama”, destaca.