Assine Já
quarta, 27 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22503 Óbitos: 742
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2960 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6068 247
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

NVR Stop, um sucesso no ramo do Crossfit

Davi Souza, um dos sócios da marca, fala sobre empreendedorismo em Cabo Frio

02 outubro 2019 - 20h27
NVR Stop, um sucesso no ramo do Crossfit

O escritório começou na praia: num dia ensolarado, na areia da Praia do Forte, em Cabo Frio,  três jovens decidiram arregaçar as mangas e empreender. O ramo: o Crossfit, modalidade de treinamento que vem crescendo em todo o Brasil. Davi Souza, 27 anos, Thiago Cardoso, 27, e Júlia Cardoso, 23, não abriram um box, como são chamadas as academias do segmento, mas uma marca que, de abril deste ano para cá, já colocou na rua oito linhas de produtos: camisa, joelheira, munhequeira, grip (protetor de mão), palmilha, cinto, colete e corda. Esta é a NVR Stop.

– Já praticávamos o Crossfit. Então, pensamos em oferecer algo novo, acessível, de qualidade, focando nosso meio. O Crossfit está identificado com a jovialidade, o dinamismo. Nos identificamos muito com isso – afirma Davi Souza, ressaltando que um dos diferenciais da marca é a preocupação com a qualidade dos produtos, fabricados no Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Goiás.

Para chegar mais longe, os empresários contam com uma “mãozinha” da tecnologia. Boa parte das vendas é feita através do Instagram @nvr.stop e pelo Whatsapp. Isso se soma às visitas e participações em eventos, como o que o box K-9 realizou no último fim de semana. E o futuro está logo ali: uma loja física, a organização de eventos próprios e até  mesmo a abertura de um box próprio estão entre os possíveis investimentos no horizonte.
Não é fácil. Além dos desafios naturais impostos a quem abre uma empresa, a situação financeira do município e do estado são mais um obstáculo. Davi Souza, por exemplo, conta que estava desempregado no momento em que decidiu se juntar aos amigos para o desafio.

– O ambiente para empreender na nossa cidade é promissor. Porém, esbarramos numa questão social, que é a da renda. Para você empreender, precisa vender. E, para vender, precisa ter alguém com disponibilidade e condição de comprar. Hoje, a situação de renda do município caiu muito. Tem o desemprego, o atraso de salário. Eu, particularmente, estava desempregado quando criamos a marca e começamos. 

Ele analisa, porém, que o Crossfit passa ao largo desse momento de crise, pois o número de adeptos cresce a cada dia. Pondera, no entanto, que se trata de uma atividade “ainda muito elitizada”.

– O Crossfit ainda não conseguiu abranger as classes mais de base. E nosso produto, além de ter qualidade excelente, tem o preço acessível – afirma.
Para Davi, o cenário de crise em Cabo Frio pode mudar a partir da oxigenação da política com quem “pensa de forma diferente”.

– A cidade está carente de planejamento. Vemos que os governantes que estão aí não sabem aonde querem chegar. Isso diz muito sobre o modelo que a cidade resolveu aderir. Nossa política hoje está muito venal. Vive métodos antigos que não surtiram efeito. Às vezes, reclamamos muito do governo e não fazemos nada.  Esse cenário precisa ser renovado, com jovens que pensam de maneira diferente. Está na hora dessa juventude se unir e assumir responsabilidades – conclui Davi, que também é estudante de psicologia.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 29 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições na porta de casa, de terça a sábado. Ligue já: (22) 2644-4698. *Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.