Assine Já
terça, 19 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
17ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
SAÚDE

Novos setores da economia são reabertos no estado do Rio

Medida foi publicada no Diário Oficial

22 julho 2020 - 11h08Por Agência Brasil
Novos setores da economia são reabertos no estado do Rio

O Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro publicou nesta quarta-feira (22) um decreto que autoriza a reabertura gradual de novos setores do comércio e serviços.

Algumas medidas restritivas de prevenção e enfrentamento à propagação do novo coronavírus foram prorrogadas até o dia 5 de agosto, mas academias de ginástica e salões de beleza estão autorizadas a funcionar com agendamento prévio e respeitando protocolos e medidas de segurança sanitária e distanciamento.

O novo decreto autoriza atividades culturais ao ar livre nas regiões Metropolitana, Baixada Litorânea e Noroeste, desde que seja respeitada as regras de distanciamento. Lojas de comércio de rua e galerias podem abrir entre 9h e 19h, respeitando o limite de 50% de sua capacidade de clientes.

Os shopping centers e centros comerciais também devem respeitar o limite de 50% da capacidade e podem funcionar das 10h às 22h, sem áreas de recreação, cinemas e afins. Bares e restaurantes estão autorizados a funcionar com restrições de capacidade desde o dia 6 de junho.

As aulas presenciais das redes de ensino estadual, municipal e privada, bem como atividades coletivas em locais fechados como cinemas e teatros continuam suspensas. Não foi permitida a permanência em praias, lagoas, rios, piscinas públicas e clubes.

Templos religiosos e locais de culto podem funcionar com distância de 1 metro entre as pessoas. As atividades esportivas de alto rendimento estão autorizadas sem a presença de público e seguindo os devidos protocolos de higienização.

Setor público

As repartições públicas estaduais que estão nas regiões com bandeira laranja continuam em home office. Já nos municípios com a bandeira amarela, o trabalho remoto fica autorizado apenas para as pessoas que estão nos grupos vulneráveis.

É obrigatório o uso de máscaras em espaços públicos, transportes coletivos, estabelecimentos comerciais e repartições públicas estaduais. Quem descumprir a regra será multado em R$ 700, no caso de pessoa jurídica, e em R$ 106,65 para pessoa física. Os estabelecimentos devem disponibilizar álcool em gel 70% para os frequentadores e clientes.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.