Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8402 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1657 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 695 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
turismo

Novos rumos para Cabo Frio

Entidades discutem propostas com Prefeitura

14 maio 2015 - 10h05
Novos rumos para Cabo Frio

Nicia Carvalho

O trade turístico de Cabo Frio aposta em nova fase para o setor, que tem data marcada para começar: dia 25 de maio, às 9h, no auditório da Associação Comercial de Cabo Frio (Acia), quando acontece a segunda reunião com o secretário de Turismo, Dirlei Pereira. Na ocasião, será entregue uma pauta de solicitações do segmento, que propõe melhorias com ações, de baixo ou zero custo, em diversas atividades.

– Todo o trade turístico se reuniu ontem para traçar algumas propostas que vamos apresentar ao secretário. Ele levará nosso documento ao prefeito. Algumas medidas são simples, não tem nem custo, mas terão efeito de melhoria para o turismo da nossa cidade – explicou Carlos Cunha, presidente da Associação de Hotéis de Cabo Frio.

Segundo ele, o documento com todas as propostas será finalizado na semana que vem, quando acontece a segunda reunião com as entidades do setor. Entre os tópicos, melhorias de estrutura e capacitação para o trade (hospedagem e serviços em geral) para os pontos turísticos e colocação de sinalização turística de acordo com o padrão estabelecido nacionalmente.

De acordo com Cunha, uma das medidas que podem ser adotadas de imediato, e sem custo para os cofres públicos, é a ampliação do Centro de Atendimento ao Turista, atualmente localizado no Terminal Rodoviário Alexis Novellino, onde trabalham dez funcionários, e no Terminal de Transatlânticos, no final da Avenida Assunção, no bairro Passagem.

Pela nova proposta, os pontos seriam remanejados para a Praça Porto Rocha, para a Rua dos Biquínis (na Gamboa) e na Praia do Forte, todas com reaproveitamento de estruturas e de pessoal.

No primeiro, a ideia é usar a cabine que foi construída para a Polícia Militar, mas que não está sendo usada, pois segundo a corporação não atende aos critérios necessários. Na Gamboa, o espaço de uma das lojas da Rua dos Biquínis seria cedido pela associação dos lojistas de lá e na Praia do Forte o espaço ficaria em algum dos boxes vagos na Praça da Cidadania.

– São iniciativas criativas, e que vai atender melhor as necessidades do setor. Os dez funcionários seriam divididos entre os pontos e algumas entidades turísticas forneceriam mão de obra. A Associação de Hotéis, por exemplo, poderia assumir dois destes pontos – explicou.

Isenção de taxas para o ABC do Sol

Um dos temas mais discutidos, e que constará no documento que será entregue ao secretário de Turismo, é a isenção da taxa cobrada aos ônibus/vans de agências de turismo que fazem o passeio entre os três municípios que compõem o ABC do Sol (Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio). O tópico gerou um documento, que além da Associação de Hotéis e da Acia, também foi assinado por Secretaria de Turismo, Associação da Rua dos Biquínis, Convention Bureau, Associação de Agências de Viagens, Rádio Táxi e Sindtáxi.

– É um momento importante porque foi a primeira vez que tantas entidades se reuniram para discutir o turismo ainda mais neste momento de crise financeira. O secretário foi receptivo e torcemos para que esta discussão cresça ainda mais, passando a buscar alternativas de nível regional – opinou Eduardo Rosa de Andrade, presidente da Acia.

Fazem parte do trade turístico meios de hospedagem, bares e restaurantes, centros de convenções e feiras de negócios, agências de viagens e turismo, empresas de transporte, lojas de suvenir’s e todas as atividades comerciais periféricas ligadas direta ou indiretamente a atividade turística.