Assine Já
quinta, 21 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
portal da transparência

Nota vermelha para transparência para a Região dos Lagos

Das cidades da região, apenas São Pedro se safa no novo ranking do MPF

20 dezembro 2015 - 16h36
Nota vermelha para transparência para a Região dos Lagos

Fosse o estado do Rio uma sala de aulas e a divulgação das contas públicas, uma disciplina, quase todos os municípios da re- gião levariam bomba e estariam reprovados. O ‘severo professor’, o Ministério Público Federal (MPF), divulgou esta semana o resultado da última avaliação do ano dos portais da trasparência dos 5.568 municípios brasileiros e o resultado conseguiu ser ainda pior que a nota média nacional, que ficou em 3,92, em escala que vai de zero a dez.

O estado do Rio teve índice 5,90 e ficou em 19º lugar entre os estados e o Distri-to Federal. Com exceção de São Pedro da Aldeia, que ainda conseguiu a mediana nota 6,40, as demais cidades amargaram péssimas posições na tabela dos 92 municiípios fluminenses. Cabo Frio, cujo portal da transparência está fora do ar desde o último dia 11, ocupa uma modesta 55ª colocação, com grau 3,50. Situação ainda mais delicada é a de Arraial do Cabo, que obteve 2,60. O pior desempenho, no entanto, é o da prefeitura de Armação dos Búzios que ficou na 75ª colocação, com irrisória nota 1,40, ao lado dos municipíos de Aperibé, Nova Friburgo e São João da Barra.

O resultado foi discretamente maior que o obtido no último levantamento, divulgado em maio, quando foi avaliado com 1,20 pelo MPF, ficando na apagada 64ª posição. Com relação ao último estudo, apesar na melhora da última nota (5,60), até São Pedro despencou no ranking de transparência. Se naquela ocasião, o município aldeense figurou no ‘top 10’, na nona colocação; desta vez, foi diferente, e ele ocupou um modesto 27º lugar. Já Cabo Frio caiu 24 posições e saiu da 21ª para a 55ª colocação. Já a nota caiu de 4,40, em maio, para 2,50, na atual avaliação. A colocação de Arraial, por sua vez, não teve grandes mudanças, passando do 59º para o 66º lugar. Enquanto isso, Búzios, que ficou na 64ª posição no primeiro semestre, ocupa agora a 75ª colocação.