Assine Já
terça, 07 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Nota 10 em boas iniciativas

Apesar dos problemas, escolas estaduais não se rendem e mobilizam comunidade com atividades

14 outubro 2019 - 20h45
Nota 10 em boas iniciativas

Profissionais com salários defasados, escolas com problemas estruturais e insegurança. O calendário marca que hoje é o Dia do Professor, mas a data pede muito mais reflexão do que propriamente celebração. Na rede estadual, por exemplo, docentes e demais funcionários estão em estado de greve para cobrar o reajuste nos salários, congelados há cinco anos. Na rede municipal de Cabo Frio, a situação é semelhante e os servidores estão de braços cruzados desde a semana passada.

Apesar do contexto desfavorável em todos os níveis, agravado pela falta de investimentos e pelos cortes orçamentários, as comunidades de algumas escolas não deixam a peteca cair e resistem. Aliás, resistência tem sido a palavra de ordem do tradicional Colégio Estadual Miguel Couto, que completou 61 anos. A escola construída em área de restinga, se adapta ao momento da sociedade, como a vegetação nativa sobrevive às alterações no ecossistema, e pulsa como há muito não se via. 

De acordo com a diretora da unidade, Aline Bonioli Paiva Colonese, a escola se redesenha com a volta do Curso Técnico Profissionalizante, que tem apoio da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), e com o projeto de incentivo à pesquisa, que recebeu prêmios significativos em âmbito nacional. O Núcleo de Música e Arte desenvolve trabalhos com os jovens nas áreas de música, poesia, teatro e dança.  Além disso, os alunos do ensino médio são levados para o teatro, cinema e outros espaços de produção cultural. 

No mês passado, o colégio promoveu um projeto de preservação ambiental no Charitas, que teve a restinga como tema, com direito a exposição de pesquisas dos alunos, representação teatral com grupo de teatro e rodas de conversas com convidados renomados na área. Como próximos passos, a construção do inventário participativo com a orientação do arquiteto Ivo Barreto, do Iphan, e apoio da Casa Scliar e a segunda edição da Feira do Curso de Administração com ênfase em empreendedorismo, prevista para novembro.

– É importante ressaltar que, durante seis décadas, o Colégio Estadual Miguel Couto sobrevive às mudanças do sistema. Isso mostra que, com trabalho árduo, nosso sonho é possível e real: a mudança do mundo a partir da educação. Depois de tanto semear, esse é o fruto que precisamos colher – disse a diretora, ressaltando a constante discussão de temas como gravidez na adolescência, bullying, feminicídio, violência contra mulher e descriminação às minorias, entre outros. 

No Jardim Esperança, a preocupação com a sustentabilidade também está presente. Na semana passada, o Ciep 458 Hermes Barcellos promoveu uma feira de trocas de brinquedos entre os alunos. Do mesmo modo, assuntos atuais como as queimadas na Amazônia e a poluição nos mares foram foco de discussões na semana temática promovida pela direção. 

– A feira é para estimular o consumo consciente nos alunos e na comunidade para mostrar para eles que, às vezes, não precisa comprar algo e sim trocar. É para desmonetizar e colocar neles a iniciativa de trocas – explicou a orientadora educacional Patricia Fieri.
Recentemente, também foi inaugurada, por iniciativa da comunidade escolar, uma praça com o nome da ambientalista Anita Mureb. No mês passado, uma série de palestras marcou o Setembro Amarelo na unidade, que se engajou na prevenção ao suicídio e valorização da vida. No campo cultural, os alunos foram incentivados ao hábito da leitura a partir da visita à Bienal. O escritor Edmilson Martins, que expôs na feira, deu uma palestra no ônibus que levava os estudantes ao Riocentro.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.