Assine Já
terça, 29 de setembro de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8374 Óbitos: 431
Confirmados Óbitos
Araruama 1653 103
Armação dos Búzios 495 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2757 145
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 68
Últimas notícias sobre a COVID-19
Ibascaf

Natal vai ser de mesa vazia

Com rombo de mais de R$ 7 milhões no Ibascaf beneficiário passa por dificuldades

20 dezembro 2015 - 10h54
Natal vai ser de mesa vazia

Nicia Carvalho

Às portas do Natal e à parte do significado religioso da data, a noite do dia 24 será de poucas celebrações para a maioria dos servidores de Cabo Frio. Com salários e benefícios atrasados, como o auxílio-doença, as dificuldades aumentam. É o caso de José Gessé da Silva Santos, de 58 anos, afastado da função de agente administrativo da Secretaria de Saúde há quase um ano por problemas no coração, e que está há dois meses sem receber. Como resultado, não consegue comprar os medicamentos para o coração, corre o risco de ser despejado de casa e sofre de depressão. Paralelamente a isso, nesta semana, o Conselho Administrativo do Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf) apresentou relatório que identifica rombo de R$ 7,4 milhões nas contas do instituto. Só este ano, a entidade atrasou ao menos por quatro vezes os pagamentos dos beneficiários.

 – Estou muito triste. Trabalhei por mais de 30 anos para estar nessa dificuldade, sem ter o que comer, sem remédio, passando constrangimento. Minha vida está um sofrimento e só quero o que tenho direito. Sempre ajudei às pessoas e quem me conhece na cidade sabe. Minha médica diz que preciso me aposentar, mas não consigo. O Ibascaf diz para eu correr atrás dos meus direitos – lamentou o morador do Jardim Esperança.