sábado, 20 de abril de 2024
sábado, 20 de abril de 2024
Cabo Frio
21°C
Park Lagos Super banner
Park Lagos beer fest
Marquinho

Nas ruas, cabofrienses se dividem sobre futuro político da cidade

Folha entrevistou defensores de Marquinho, Adriano e de novas eleições

09 outubro 2016 - 07h29Por Gabriel Tinoco I Fotos: Arquivo Folha
Nas ruas, cabofrienses se dividem sobre futuro político da cidade

O impasse para saber quem assume o posto de prefeito de Cabo Frio caso Marquinho Mendes (PMDB) não consiga reverter as pendências, a Justiça determina convocação de novas eleições. Apesar disso, há quem grite pela entrada do segundo mais votado nas urnas, Adriano Moreno (Rede). Eles alegaram que o vereador é a chance de uma renovação no quadro político da cidade. Nas urnas, Marquinho Mendes teve 44.161, enquanto Adriano Moreno conquistou 23.287.

O peemedebista, no entanto, ainda permanece com o registro de candidatura indeferido para ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por causa da rejeição das contas de 2012 pela Câmara. À época, os vereadores fizeram a votação mesmo com a liminar da Justiça que anulava as
contas. A defesa do ex-prefeito permanece confiante para reverter as pendências. O autônomo Vilmar Medeiros, 52, por exemplo, acha que a situação
judicial do candidato deveria ser resolvida antes das eleições.

– Marquinho Mendes não tinha nem que ser candidato. Primeiramente, a situação deveria ser resolvida na Justiça para depois o candidato tentar alguma coisa nas urnas. Adriano foi uma surpresa e teve uma votação expressiva. Por que teríamos de convocar novas eleições? Não compreendo isso – contesta.

A atendente Laura da Silva, 19, também demonstra preferência por um prefeito novo em Cabo Frio.

– Se Marquinho Mendes não puder ser prefeito, o mais justo é que Adriano assuma. É um quadro novo, devemos dar uma oportunidade para ele. Caso contrário, continuaremos na mesma situação sempre – afirma.

Na mesma linha de pensamento, está o cozinheiro Joaquim Matias Campos, 56, que também opta pela mudança.

– Marquinho Mendes até foi bom. Mas acho que o Adriano assumir o cargo seria o mais ideal para a cidade. É um político com mais ideias e mais capacidade. Os políticos velhos tem que ficar para trás. Temos que apostar em pessoas novas, com ideias diferentes, para fazer o diferencial – comenta.

Mas nem todo mundo é a favor de Adriano. O construtor Rogério de Souza, 42, não esconde que prefere que Marquinho Mendes cumpra mais que os quatro anos do próximo mandato.

– Só quero que Marquinho fique. Dentre as opções, só ele que pode governar a cidade. Não acho que o Adriano não deve entrar por maldade. Não é isso. Mas o Marquinho sabe como administrar a cidade, porque tem experiência. Adriano estaria perdido. Ele sabe quais obras devem ser feitas.
Além disso, tem os projetos que ele deixou para trás – finaliza.