Assine Já
domingo, 20 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Marquinho

Nas ruas, cabofrienses se dividem sobre futuro político da cidade

Folha entrevistou defensores de Marquinho, Adriano e de novas eleições

09 outubro 2016 - 07h29Por Gabriel Tinoco I Fotos: Arquivo Folha
Nas ruas, cabofrienses se dividem sobre futuro político da cidade

O impasse para saber quem assume o posto de prefeito de Cabo Frio caso Marquinho Mendes (PMDB) não consiga reverter as pendências, a Justiça determina convocação de novas eleições. Apesar disso, há quem grite pela entrada do segundo mais votado nas urnas, Adriano Moreno (Rede). Eles alegaram que o vereador é a chance de uma renovação no quadro político da cidade. Nas urnas, Marquinho Mendes teve 44.161, enquanto Adriano Moreno conquistou 23.287.

O peemedebista, no entanto, ainda permanece com o registro de candidatura indeferido para ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por causa da rejeição das contas de 2012 pela Câmara. À época, os vereadores fizeram a votação mesmo com a liminar da Justiça que anulava as
contas. A defesa do ex-prefeito permanece confiante para reverter as pendências. O autônomo Vilmar Medeiros, 52, por exemplo, acha que a situação
judicial do candidato deveria ser resolvida antes das eleições.

– Marquinho Mendes não tinha nem que ser candidato. Primeiramente, a situação deveria ser resolvida na Justiça para depois o candidato tentar alguma coisa nas urnas. Adriano foi uma surpresa e teve uma votação expressiva. Por que teríamos de convocar novas eleições? Não compreendo isso – contesta.

A atendente Laura da Silva, 19, também demonstra preferência por um prefeito novo em Cabo Frio.

– Se Marquinho Mendes não puder ser prefeito, o mais justo é que Adriano assuma. É um quadro novo, devemos dar uma oportunidade para ele. Caso contrário, continuaremos na mesma situação sempre – afirma.

Na mesma linha de pensamento, está o cozinheiro Joaquim Matias Campos, 56, que também opta pela mudança.

– Marquinho Mendes até foi bom. Mas acho que o Adriano assumir o cargo seria o mais ideal para a cidade. É um político com mais ideias e mais capacidade. Os políticos velhos tem que ficar para trás. Temos que apostar em pessoas novas, com ideias diferentes, para fazer o diferencial – comenta.

Mas nem todo mundo é a favor de Adriano. O construtor Rogério de Souza, 42, não esconde que prefere que Marquinho Mendes cumpra mais que os quatro anos do próximo mandato.

– Só quero que Marquinho fique. Dentre as opções, só ele que pode governar a cidade. Não acho que o Adriano não deve entrar por maldade. Não é isso. Mas o Marquinho sabe como administrar a cidade, porque tem experiência. Adriano estaria perdido. Ele sabe quais obras devem ser feitas.
Além disso, tem os projetos que ele deixou para trás – finaliza.