Assine Já
sexta, 05 de março de 2021
Região dos Lagos
31ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 27159 Óbitos: 934
Confirmados Óbitos
Araruama 6957 183
Armação dos Búzios 3253 32
Arraial do Cabo 865 38
Cabo Frio 7495 359
Iguaba Grande 2563 58
São Pedro da Aldeia 3575 130
Saquarema 2451 134
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prefeitura

‘Não precisamos de protesto’, afirmou o secretário de Comunicação de Cabo Frio

Prefeitura afirma que não foi notificada, mas que paga servidores

17 dezembro 2015 - 09h35Por Nicia Carvalho

 “A Prefeitura de Cabo Frio não é inconsequente de ter recursos em caixa e não pagar o funcio­nalismo. Para cumprir com suas obrigações, ela não precisa de manifestação, de protesto, deci­sões judiciais. Precisamos de di­nheiro para arcar com todas essas coisas, só que não temos verba. Mesmo assim, pagamos diaria­mente, à medida que o dinheiro entra na Secretaria de Fazenda”.

A declaração foi dada pelo se­cretário de Comunicação, Edson Ferreira, o Edinho Ferrô, ao ser questionado sobre o posiciona­mento da Prefeitura quanto à de­cisão da Justiça, que determinou pagamento em até 72 horas, con­tadas a partir de ontem, do salá­rio dos profissionais da Educação referente a novembro. Ontem à tarde, o secretário afirmou que o governo municipal não havia re­cebido notificação da Justiça.

A decisão diz ainda que o pre­feito Alair Corrêa (PP) tem até o dia 20 para pagar a primeira parcela do 13º, que também está atrasada. As informações são do Sindicato Estadual dos Profissio­nais da Educação (Sepe Lagos).

Edinho afirmou ainda que os servidores efetivos são pagos prioritariamente e que 60% da folha de pagamentos, referentes a novembro, já foram quitados. Segundo ele, já receberam os sa­lários os funcionários da Guarda Municipal, da Comsercaf, Saú­de e agentes controladores de trânsitos ligados à Secretaria de Transporte. Na Educação, Edi­nho afirmou que todos os pro­fissionais que ganham até R$ 2 mil também já receberam e que a expectativa da Prefeitura é pa­gar todo o funcionalismo até a próxima terça, dia 22.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quinta-feira (17)