Assine Já
quarta, 05 de agosto de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
12ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4670 Óbitos: 265
Confirmados Óbitos
Araruama 816 49
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1488 87
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 736 35
Saquarema 819 50
Últimas notícias sobre a COVID-19
Prefeitura

‘Não precisamos de protesto’, afirmou o secretário de Comunicação de Cabo Frio

Prefeitura afirma que não foi notificada, mas que paga servidores

17 dezembro 2015 - 09h35Por Nicia Carvalho

 “A Prefeitura de Cabo Frio não é inconsequente de ter recursos em caixa e não pagar o funcio­nalismo. Para cumprir com suas obrigações, ela não precisa de manifestação, de protesto, deci­sões judiciais. Precisamos de di­nheiro para arcar com todas essas coisas, só que não temos verba. Mesmo assim, pagamos diaria­mente, à medida que o dinheiro entra na Secretaria de Fazenda”.

A declaração foi dada pelo se­cretário de Comunicação, Edson Ferreira, o Edinho Ferrô, ao ser questionado sobre o posiciona­mento da Prefeitura quanto à de­cisão da Justiça, que determinou pagamento em até 72 horas, con­tadas a partir de ontem, do salá­rio dos profissionais da Educação referente a novembro. Ontem à tarde, o secretário afirmou que o governo municipal não havia re­cebido notificação da Justiça.

A decisão diz ainda que o pre­feito Alair Corrêa (PP) tem até o dia 20 para pagar a primeira parcela do 13º, que também está atrasada. As informações são do Sindicato Estadual dos Profissio­nais da Educação (Sepe Lagos).

Edinho afirmou ainda que os servidores efetivos são pagos prioritariamente e que 60% da folha de pagamentos, referentes a novembro, já foram quitados. Segundo ele, já receberam os sa­lários os funcionários da Guarda Municipal, da Comsercaf, Saú­de e agentes controladores de trânsitos ligados à Secretaria de Transporte. Na Educação, Edi­nho afirmou que todos os pro­fissionais que ganham até R$ 2 mil também já receberam e que a expectativa da Prefeitura é pa­gar todo o funcionalismo até a próxima terça, dia 22.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta quinta-feira (17)