Assine Já
segunda, 23 de maio de 2022
São Paulo
23ºmax
11ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 89397 Óbitos: 2439
Confirmados Óbitos
Araruama 17822 469
Armação dos Búzios 8585 77
Arraial do Cabo 2120 96
Cabo Frio 21771 1002
Iguaba Grande 16473 153
São Pedro da Aldeia 10607 298
Saquarema 12019 344
Últimas notícias sobre a COVID-19
DINHEIRO

Municípios da região têm orçamento de mais de R$ 5 bilhões para este ano

'Prima rica', Saquarema estimou despesas e receitas de R$ 1,8 bilhão para 2022

28 janeiro 2022 - 12h02Por Rodrigo Branco

Os municípios da Região dos Lagos terão um orçamento que totaliza R$ 5,07 bilhões para este ano. O montante representa o somatório do que consta na previsão de receita e despesa de Cabo Frio, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande, Araruama e Saquarema para os 12 meses de 2022.

Com a estimativa de arrecadar R$ 943 milhões em royalties, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Saquarema pontifica como a ‘prima rica’ entre as cidades da região, com um orçamento previsto em R$ 1,8 bilhão para este ano. As secretarias que receberão o maior volume de recursos são Educação (R$ 774 milhões) e Saúde (R$ 301 milhões). Outro destaque é para o setor de Urbanismo, para o qual foram destinados R$ 222 milhões.

Cabo Frio é o outro município da região que tem previstas despesas de mais de R$ 1 bilhão, mais especificamente R$ 1,105 bilhão, dos quais foram destinados R$ 372,6 milhões para área de Saúde e R$ 245,4 milhões para a área de Educação. O previsão é que o valor total do orçamento seja 25% superior ao do ano passado, mas a margem deve continuar sendo utilizada para o ajuste das contas municipais, incluindo o pagamento de dívidas. 

Já em São Pedro da Aldeia, foi aprovada uma estimativa de receitas e despesas da ordem de R$ 403,8 milhões. Desse valor, foram destinados R$ 102,7 milhões para Manutenção e Desenvolvimento do Ensino e R$ 70,2 milhões para ações e serviços de saúde pública, R$ 41,2 milhões para Previdência Social e R$ 7,1 milhões para Assistência Social e Direitos Humanos. 

Outros R$ 49,4 milhões serão gastos com serviços públicos (limpeza pública, destinação de resíduos, iluminação pública e conservação de ruas parques e jardins), R$ 9,9 milhões para manutenção da Câmara Municipal, além de R$ 40,5 para obras de intervenções urbanas no qual depende de confirmação de transferências de convênios do Governo Federal. Por fim, R$ 82,8 serão usados para o pagamento de dívidas.

Também a reboque dos royalties, o orçamento de Búzios mais do que dobrou, passando de R$ 314 milhões para R$ 661,4 milhões. As maiores despesas previstas são para Saúde; (R$ 146,8 milhões); Educação (R$126,8 milhões); Administração (R$111,6 milhões) e Urbanismo (R$ 69 milhões). 

Por sua vez, Arraial do Cabo estimou suas receitas e despesas em R$ 385,6 milhões, enquanto Araruama estipulou os gastos e a arrecadação em R$ 465,2 milhões. Por fim, Iguaba Grande aprovou um orçamento de R$ 238,2 milhões.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.