Assine Já
sábado, 24 de julho de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 45918 Óbitos: 1853
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5453 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12520 751
Iguaba Grande 4746 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4166 218
Últimas notícias sobre a COVID-19
PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL

MPF cobra prefeituras sobre medidas preventivas para possível chegada de óleo nas praias

Além dos municípios, Marinha e Ibama têm 20 dias para informar sobre planos para contenção das manchas

15 novembro 2019 - 13h09Por Redação

O Ministério Público Federal enviou ofício para as prefeituras de Cabo Frio, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios e Saquarema para saber quais as medidas preventivas estão sendo tomadas quanto a uma possível chegada das manchas de óleo que aparecem no Nordeste desde o mês passado. 

Além dos municípios, a Procuradoria da República de São Pedro da Aldeia deu 20 dias para o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), a Marinha do Brasil e o Ibama para informar se há uma previsão para o aparecimento das manchas no litoral do estado do Rio de Janeiro e, em caso afirmativo, se há medidas previstas para a contenção dos danos. 

– Estamos cobrando uma antecipação dos órgãos responsáveis à ameaça de chegada do óleo na Região dos Lagos. Queremos confirmar se procede a ameaça de chegada do óleo. Não estamos afirmando que o óleo chegará – diz o procurador da República Leandro Mitidieri Figueiredo.

Apesar da dúvida, a possíbilidade da chegada do óleo na costa fluminense é real. Segundo informações divulgadas na primeira edição do jornal InterTV desta sexta (15), as manchas já se encontram na região da grande Vitória, no Espírito Santo.

Em matéria publicada no último dia 5, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que encontra-se em estado de vigilância e que já tem um Plano de Contingência institucional, que abrange a possível chegada do óleo nas praias fluminenses.

A situação está sendo monitorada em alto-mar, pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), composto pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Agência Nacional de Petróleo (ANP), e a Marinha do Brasil. Os órgãos federais repassam as informações obtidas para o Inea.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.