Assine Já
sábado, 15 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

MP vai apurar mortes no Hospital da Mulher

Unidade já é alvo de duas CPIs e de uma auditoria interna

10 abril 2019 - 08h52
MP vai apurar mortes no Hospital da Mulher

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) entrou no circuito para apurar as mortes de recém-nascidos no Hospital da Mulher, em Cabo Frio. Segundo informação do portal G1, o inquérito para investigar as ocorrências de óbito na unidade desde novembro do ano passado vai ficar a cargo do promotor de Justiça Rafael Dopico da Silva.

A investigação do MP-RJ junta-se a duas realizadas por comissões parlamentares de inquérito (CPIs) formadas para verificar as possíveis irregularidades no hospital, uma da Câmara Municipal e a outra da Assembleia Legislativa (Alerj). A última, inclusive resultou na saída da antiga direção. A nova equipe diretiva foi anunciada ontem. 

O promotor deu um prazo de cinco dias úteis para que a Secretaria de Saúde de Cabo Frio informe o número de mortes ocorridas no Hospital da Mulher desde novembro do ano passado, com a indicação dos nomes e endereços das pacientes envolvidas.

Também foram pedidos os nomes dos médicos envolvidos nas ocorrências que resultaram em mortes e se eles mantém vínculo com o hospital.  O MP cobrar ainda quais providências estão sendo tomadas para a apuração do número de mortes.

Com o intuito de atuar de forma integrada com as demais instituições que investigam a unidade, o Ministério Público pediu à Alerj e à Câmara Municipal de Cabo Frio relatórios sobre os trabalhos realizados pelas CPI’s.

Ontem, aliás, estavam previstos os depoimentos do secretário de Saúde, Márcio Mureb, e de familiares de uma das vítimas, mas as oitivas foram adiadas para a próxima semana, por causa das fortes chuvas que caíram na capital do Estado. Por esse motivo, todos os trabalhos na Alerj foram suspensos ontem. 

Sobre os pedidos do Ministério Público, a Prefeitura de Cabo Frio afirmou “que vai fornecer todas as informações que possam ser solicitadas pelos órgãos para esclarecer todos as dúvidas que possam surgir, não só com relação a Saúde, mas em todos os setores da administração pública. Informou também que a atual gestão preza pela transparência”.