Assine Já
sexta, 24 de setembro de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 51050 Óbitos: 2073
Confirmados Óbitos
Araruama 12172 431
Armação dos Búzios 6249 64
Arraial do Cabo 1689 90
Cabo Frio 14154 832
Iguaba Grande 5377 136
São Pedro da Aldeia 6878 285
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
pregão

MP pode anular pregão da Saúde de Cabo Frio

Contratação seria para 3 mil funcionários em doze meses ao custo de R$ 200 milhões

20 setembro 2015 - 09h30

NICIA CARVALHO

Repercute a tentativa da Prefeitura de Cabo Frio de terceirizar a mão de obra da secretaria de Saúde. Prova disso é a abertura de inquérito por parte do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) para apurar possível prática de improbidade administrativa. Coincidência ou não, o processo é instaurado após pressão dos conselheiros municipais da pasta, que há duas semanas conseguiram adiar o pregão, e da reunião com o órgão na sexta-feira passada. A contratação seria para 3 mil funcionários em doze meses ao custo de R$ 200 milhões

– A reunião foi produtiva, levamos nosso pontos para debater e a promotoria disse que a tendência é pedir a anulação do pregão. Fizemos o nosso papel até aonde era nossa alçada – ponderou Olney Vianna, integrante do Conselho Municipal de Saúde.

De acordo com o MP, haveria irregularidades com relação ao processo licitatório para contratação de empresa que passaria então a fazer as contratações de servidores no município. Para a 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Cabo
CABO FRIOFrio, o pregão pode configurar tentativa de burlar a decisão judicial proferida no processo que proíbe o município de realizar contratações temporárias sem concurso público.