Assine Já
domingo, 17 de outubro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
MEMÓRIA

Morte de Melman deixa lacuna na política de Arraial e no PDT

De estilo personalista, ex-prefeito mantinha-se ativo politicamente

06 junho 2021 - 14h53Por Redação

Ao morrer, aos 90 anos, na última terça-feira, 1º de junho, o ex-prefeito de Arraial do Cabo Henrique Sérgio Melman deixa um espaço difícil de ser preenchido na política cabista e no PDT local. Se o partido já não arrasta mais multidões como em pleitos passados – Melman ficou em quarto lugar nas eleições municipais de 2020, com cerca de 10% dos votos válidos – ainda tem uma parcela cativa no eleitorado da cidade e isso se deve, em boa parte, à ação política do ex-prefeito que se mantinha ativo politicamente, ao se reunir com seu grupo em inúmeras reuniões na conhecida residência do alto do Pontal do Atalaia.

Em 2019, soube impor o seu nome na disputa pela Prefeitura dentro da legenda, quando se aventava a hipótese do então vereador Ton Porto, que acabou se candidatando pelo DEM, migrar para o PDT. Despontam como nomes para herdar o espólio político de Melman a sua neta Ana Carolina e o assessor parlamentar Mazinho Neto, que foi candidato a vice na sua chapa em 2020. Entretanto, de estilo personalista, o ex-prefeito aparentemente não deixa herdeiros.

O professor e historiador José Francisco de Moura reconhece a importância política do ex-prefeito cabista, mas diz que a presença de Bonifácio na Prefeitura de Cabo Frio mantém o partido coeso na região.

– É a morte de uma importante liderança tradicional da política cabista. Não acredito que deixe um vácuo muito grande, porque o Bonifácio estando no poder em Cabo Frio isso tem reflexo no PDT de Arraial. Se ao mesmo tempo o partido perde a liderança dele, tem a surpreendente ascensão do Bonifácio que, de certa forma, compensa um pouco porque as cidades são muito próximas. É uma perda significativa de uma pessoa que tinha um grupo razoável de seguidores, e fez mandatos um pouco questionáveis, mas de qualquer maneira é triste – disse Chicão.

Por meio de suas redes sociais, Bonifácio também se manifestou. Como vice estadual do partido no estado do Rio, o atual prefeito de Cabo Frio foi fiador da possível candidatura de Ton no ano passado, segundo matéria da Folha publicada em 16 de abril de 2019; além de ter disputado – e vencido – a indicação para ser candidato a prefeito de Arraial em 2016. As disputas políticas internas não impediram Zé de se manifestar com afeto em relação a Melman, de quem foi vice-prefeito e secretário de Saúde.

“Seus dois mandatos em Arraial do Cabo foram uma mostra do seu compromisso com os verdadeiros interesses do povo cabista. Lamento seu falecimento e transmito aos filhos e netos minhas condolências”, publicou.

O ex-deputado Janio Mendes, atual diretor financeiro da Alerj e uma das lideranças do PDT na região, reconheceu a importância do ex-prefeito, apesar das divergências.

 – Eu e o doutor Henrique tivemos uma história na vida pública de encontro e desencontro., apesar de estarmos no mesmo grupo e no mesmo partido. Doutor Henrique foi um homem determinado, ousado para o seu tempo. Um governante realizador, que transformou a história e vida de Arraial do Cabo. Deixa uma lacuna aberta no coração do povo cabista e, com certeza, fará muita falta ao PDT com seu estilo próprio de ser e de fazer política – disse, à Folha.

Na lembrança da população, o ex-prefeito que governou o município entre 2001 e 2008, passará para história como um político realizador. Nas contas do próprio Melman, em entrevista para a Folha, na campanha do ano passado, ele realizou cerca de 250 obras. Como destaque, a do Cinema Municipal, a do acesso aos morros da Cabocla e Boa Vista; além de obras de saneamento e urbanização em vários bairros e distritos da cidade, num período de pouca arrecadação de royalties.

Ex-atleta – Nascido em Recife em 24 de abril de 1931, Henrique Melman era formado em Engenharia Civil e atuou no ramo empresarial. Desportista, fez parte da equipe brasileira de polo aquático que disputou as Olimpíadas de Helsinque, na Finlândia, em 1952. Era judeu e reclamava que chegou a ser atacado por adversário por causa da religião.

O atual prefeito, Marcelo Magno (PL), manifestou pesar pela morte do ex-prefeito, com quem concorreu ao cargo em 2020. O município decretou luto oficial de três dias. A Prefeitura de Cabo Frio também emitiu nota de pesar pela morte de Melman, cuja causa não foi informada pela família. Até o fechamento desta reportagem, não haviam sido divulgados a hora e local do velório e sepultamento.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.