Assine Já
quinta, 21 de outubro de 2021
Região dos Lagos
20ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
DEIXA GRANDE LEGADO

Morre aos 67 anos o empresário Zé da Picanha, vítima do novo coronavírus

Ele estava internado em um hospital no Rio de Janeiro há alguns dias

12 setembro 2020 - 10h07Por Redação
Morre aos 67 anos o empresário Zé da Picanha, vítima do novo coronavírus

O dia 12 de setembro amanheceu mais triste na cidade de Cabo Frio. O empresário José Martins de Souza, mais conhecido como Zé da Picanha, faleceu na manhã deste sábado vítima do novo coronavírus. Ele estava internado em um hospital no Rio de Janeiro há alguns dias.

Nas redes sociais, mensagens de pêsames e condolências estão sendo deixadas no perfil do empresário, que deixou um grande legado no município de Cabo Frio.

“Estou muito triste . Ele era uma figura sensacional. Cabo Frio perdeu uma parte de si”, diz um trecho de uma publicação feita nas redes sociais.

O secretário municipal de desenvolvimento da cidade, Felipe de Oliveira Araujo, publicou que a cidade acordou triste, desnorteada e perdida. 

– Ele era uma das pessoas que conheço que mais amava a cidade. Pessoa de uma humildade ímpar, preocupado com tudo e com todos, de uma simplicidade quase que incômoda – desabafou.

José Martins era proprietário do renomado Restaurante do Zé, que fica localizado no Boulevard Canal. Ele também atuou como presidente da Associação Comercial Industrial e Turística de Cabo Frio (Acia).

– Ele deixou um legado totalmente positivo em todas as ações que realizou. Ele merece ser lembrado pelas coisas boas e ações competentes que sempre fez. Cabo Frio tem uma perda, e essa perda hoje é o falecimento desse grande amigo – diz Patrícia Cardinot, presidente da Acia de Cabo Frio.

Durante a pandemia do novo coronavírus, Zé optou em não abrir seu restaurante como forma de cuidar de seus funcionários e para não propagar o vírus.

Até o momento, não há informações sobre o velório e o enterro do empresário.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.