Assine Já
domingo, 18 de abril de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Tropical
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 33583 Óbitos: 1249
Confirmados Óbitos
Araruama 8610 270
Armação dos Búzios 4104 54
Arraial do Cabo 1165 61
Cabo Frio 8993 441
Iguaba Grande 3308 82
São Pedro da Aldeia 4591 188
Saquarema 2812 153
Últimas notícias sobre a COVID-19
estacionamento

Moradores de Cabo Frio desconhecem isenção de pagamento de taxa de estacionamento

Mesmo com aprovação de lei que proíbe a prática, 'azuizinhos' da Coserp continuam cobrando motoristas de carros emplacados na cidade

04 maio 2016 - 10h25Por Gabriel Tinoco
Moradores de Cabo Frio desconhecem isenção de pagamento de taxa de estacionamento

Após a aprovação da lei que proíbe as cobranças de estacionamento dos veículos emplacados em Cabo Frio na Câmara, os moradores do reclamam que continuam sendo cobrados. A Folha dos Lagos foi às ruas e entrevistou motoristas que nem sabiam que o PL existia. Eles questionaram o destino do dinheiro arrecadado pela Coordenadoria Geral da Operação do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago (Coserp) – órgão responsável pela tarifa.

O vereador Celso Campista, autor da lei, afirmou que o motorista que se sentir lesado poderá, inclusive, chamar a polícia. A lei também proíbe que carros prestadores de serviço da Prefeitura estejam com placas de outros municípios.

O vendedor Alecsandro Magalhães, 42, estava incomodado com o alto preço cobrado para o estacionamento na praia. Ele era um que não sabia do direito.

– Sempre fui cobrado. A partir de agora não darei mais dinheiro nenhum, com certeza vou exigir meus direitos. Para estacionar na beira da praia, tinha que pagar R$ 3. Isso era absurdo. Tem um aviso logo na entrada da praia. Não havia nem como escapar – contou ele.

O coordenador geral da Coserp, Marcelo do Espírito Santo, disse que as cobranças estão suspensas porque os fiscais foram avisados da lei. Marcelo alegou que os azuizinhos não têm nem levado talões de R$ 1 e R$ 3 (feitos para taxas de placas de Cabo Frio).

(*) Leia a matéria na íntegra na edição impressa desta quarta-feira da Folha dos Lagos.