Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8402 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1657 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 252 15
Cabo Frio 2765 149
Iguaba Grande 695 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
moradores

Moradores da Passagem reclamam de estado da Praça da Melhor Idade

Buracos, redes rasgadas, bancos quebrados e aparelhos enferrujados são problemas relatados

26 setembro 2017 - 11h23
Moradores da Passagem reclamam de estado da Praça da Melhor Idade

Os moradores da Passagem, em Cabo Frio, reclamam do estado da Praça da Melhor Idade, na Avenida do Contorno. A Folha verificou aparelhos de ginástica enferrujados, buracos e brinquedos do parquinho quebrados. A quadra de futsal também estava com as redes rasgadas. 
– Ouço os vizinhos dizendo que os aparelhos de ginástica estão enferrujados e que os brinquedos estão estragando. Todo mundo reclama. Falta manutenção não só aqui, mas em todas as praças de Cabo Frio – comenta a autônoma Gracieli Guimarães, de 48 anos.  
Um morador que preferiu não ser identificado também reclamou do estado da praça e ainda alertou para o risco causado por pregos enferrujados.
– Vejo que a tela está rasgada. Falta manutenção. Tem um monte de pregos enferrujados. Não preciso nem dizer que isso é perigoso para as crianças que brincam ali.
Há também quem já soube de casos de acidentes envolvendo um dos aparelhos de ginástica. 
– Está precisando de uma reforma. Está muito quebrada. Os brinquedos estão horríveis. O pai de uma amiga machucou a perna em um daqueles aparelhos – conta o oculista Silvado Nascimento, 39.  
Na tarde de ontem, o rádio-operador Juliano Bretas, 31, que caminha diariamente pelo local, lamentava a falta de manutenção.
– A praça já está acabada. Falta manutenção. Pode ser por isso que esteja vazia. Tem que haver um cuidado maior com as praças da cidade. Mas a população também tem que ter consciência. Tem muito vandalismo e isso parte da população – afirma.
Mas nem todo mundo pensa que a culpa é do governo. 

 * Confira matéria completa na edição impressa desta terça (26) da Folha dos Lagos.