Assine Já
quarta, 21 de outubro de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 9339 Óbitos: 478
Confirmados Óbitos
Araruama 1907 110
Armação dos Búzios 574 10
Arraial do Cabo 283 15
Cabo Frio 3072 166
Iguaba Grande 819 38
São Pedro da Aldeia 1434 66
Saquarema 1250 73
Últimas notícias sobre a COVID-19
mobilidade urbana

Mobilidade urbana: plano será discutido em audiência pública em Búzios

Encontro acontece no dia nove de dezembro, no Gran Cine Bardot

22 novembro 2014 - 12h40

Os buzianos têm um encontro marcado, na terça-feira, dia nove de dezembro, para discutir a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do município. A reunião para a 1 ª audiência pública, em que a Prefeitura do balneário convoca toda a população, será , no Gran Cine Bardot, localizado na Travessa dos Pescadores nº 88 – Centro, às 14 horas. 

A audiência acontece depois da realização de uma consulta pública por meio de um questionário - disponível na internet, em pontos fixos instalados na cidade e de forma itinerante em diversos pontos móveis – que evidenciou o interesse da população sobre o tema. No total, 1039 formulários foram preenchidos, sendo 941 fisicamente e 98 online. Além de dados básicos como idade, sexo e bairro de residência, a consulta coletou diversas informações sobre os hábitos e percepções das pessoas que se deslocam no município para trabalhar, estudar ou por lazer. 

O processo de construção do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, iniciado em setembro de 2014 com a assessoria técnica da Fundação Getulio Vargas (FGV), conta com atividades como ouvidorias e audiências, que buscam a participação da população na identificação de gargalos e de possíveis soluções para a mobilidade urbana. 

Tendências e principais problemas

Apesar de ainda serem preliminares, os resultados obtidos com a consulta pública indicam importantes tendências, como a necessidade de desestimular o uso do transporte individual e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do sistema de transporte público e incentivar o uso de transporte não motorizado (TNM). Para assegurar que estas e outras demandas sejam contempladas no Plano Municipal de Mobilidade Urbana, a participação ativa e contínua da população no processo de sua elaboração é fundamental. 

Em relação à mobilidade urbana em geral, os buzianos reclamam da falta de ciclovias e apontam o excesso de congestionamentos, bem como a falta de locais para estacionamento, como principais problemas. A consulta mostra ainda que 82% dos deslocamentos acontecem por conta de atividades relacionadas a trabalho, sendo mais da metade (53%) realizada via ônibus ou vans e apenas 5% via bicicleta. No entanto, porcentagem significativa de respondentes (17%) declara que preferiria utilizar a bicicleta, indicando que este meio de transporte requer atenção e soluções específicas para que seu potencial seja convertido em usuários. Outra parte importante da consulta pública refere-se à percepção subjetiva dos principais problemas dos modos de transporte público em Búzios.

Quanto ao serviço ofertado pelos ônibus, a tarifa elevada e a superlotação causada pela baixa frequência do serviço foram os pontos mais criticados pelos entrevistados. Já em relação ao serviço ofertado pelas vans, falta de conforto e segurança destacam-se como os problemas principais, além da superlotação. Além disso, as viagens realizadas por van representam a opção com a maior queda no quesito “modo de transporte que gostaria de usar”. Mais informações podem ser acessadas no website do Plano, criado pela prefeitura no endereço mobilidadeurbana.buzios.rj.gov.br.