Assine Já
segunda, 01 de março de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26524 Óbitos: 912
Confirmados Óbitos
Araruama 6711 182
Armação dos Búzios 3191 32
Arraial do Cabo 855 37
Cabo Frio 7394 352
Iguaba Grande 2510 55
São Pedro da Aldeia 3488 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
Miss

Miss de Armação dos Búzios afirma: ‘A minha ficha ainda não caiu’

Uma semana depois de eleita Miss Rio de Janeiro, Nathalia se acostuma com assédio

27 setembro 2015 - 09h04

RODRIGO BRANCO

Desde a madrugada do últi­mo domingo, quando ganhou o título de Miss Estado do Rio de Janeiro, a vida de Nathalia Pinheiro mudou e muito. Mas a própria beldade de Armação dos Búzios admite que ainda não se deu conta do feito, tampouco curti-lo. Por pura falta de tempo.

O assédio à representante flu­minense no concurso de Miss Brasil, a ser disputado no fim de outubro, no Palácio das Con­venções do Anhembi, em São Paulo, aumentou muito nos últi­mos dias, quando participou de inúmeros programas e compro­missos, típicos de quem agora detém a faixa, a coroa e o cetro de soberana da beleza.

– A ficha está demorando a cair (risos). Desde a madrugada de sábado não dormimos com entrevistas, fotos, compromis­sos. Fico muito feliz em estar tendo uma aceitação tão bacana! Só dias depois do concurso, con­segui voltar para casa e passar um tempinho com a minha mãe, para ela me dar um abraço e me parabenizar – disse, confirman­do a agenda lotada.

Aos 25 anos, a morena de 1,78 m de altura e traços étnicos marcantes que remetem tanto à beleza caiçara como a das mu­lheres da Ásia Meridional, onde fica a sua amada Índia, país para onde se mudou e faz um enorme sucesso por conta de sua partici­pações em filmes produzidos em Bollywood, famoso polo cine­matográfico naquele país.

Aliás, com as facilidades tec­nológicas, mesmo a mais de 14 mil quilômetros de distância e nove horas a mais de fuso ho­rário, os hindus souberam em tempo real, já na manhã de do­mingo, seja em Nova Délhi ou Mumbai, do triunfo de uma de sua musa indo-brasileira.

– Todos ficaram felizes pois torciam por mim, recebi inúme­ras mensagens me parabenizan­do e dando forca, esse carinho é lindo, me sinto abençoada.

Mas se só agora Nathalia co­meça a relaxar e tentar entender o furacão de acontecimentos em que se encontra depois de ganhar o concurso, ela não se esquece da tensão dos minutos que antecederam o anúncio do resultado na Cidade do Samba, no Rio. Entre as seis finalistas, outra beldade da região: Dani Barreto, de Cabo Frio.

– Ali, já me sentia vence­dora por saber que havia feito o meu melhor e dado tudo de mim. Ficar de mãos dadas com nossa linda vice (Isadora Mei­ra, de Volta Redonda), foi emo­cionante demais, não parava de chorar porque não acreditava e continuo não acreditando (ri­sos) – relata.

A consagração da moça é a concretização de um sonho de menina que, segundo Nathalia, sempre encontrou incentivo de amigos e familiares. Assim como vive seu conto de fadas particular, Nathalia, uma das poucas representantes da Re­gião dos Lagos, a ganhar o tí­tulo de Miss Rio de Janeiro, espera que seu triunfo seja ins­piração para outras jovens, que aspiram à carreira de modelo.

– Nosso estado todo possui mulheres belíssimas mas que muitas vezes não participam dos concursos de beleza por não sa­berem como. Gostaria que cada vez mais meninas participassem, conhecessem e tivessem acesso – deseja a nova monarca da be­leza fluminense.