Assine Já
sábado, 08 de agosto de 2020
Região dos Lagos
26ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 4786 Óbitos: 283
Confirmados Óbitos
Araruama 820 56
Armação dos Búzios 357 9
Arraial do Cabo 120 12
Cabo Frio 1563 93
Iguaba Grande 334 23
São Pedro da Aldeia 748 39
Saquarema 844 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
Cabo Frio

Ministério Público vai ouvir conselheiros da Saúde de Cabo Frio

Audiência acontece na próxima quarta e na pauta terceirização e publicação da posse

11 setembro 2015 - 09h47

NICIA CARVALHO

 

Na próxima quarta-feira, a tentativa de terceirização da Saúde de Cabo Frio por parte da Prefeitura, bem como falta de publicação da nova compo­sição do Conselho Municipal de Saúde, entre outros tópicos, serão tema de reunião entre a 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Cabo Frio e os mem­bros do Conselho. O encontro é motivado por denúncia feita ao órgão por um dos conselheiros, Olney Viana. A contratação de empresa entreposta de mão de obra também foi alvo de críticas por parte do vereador Aquiles Barreto (SD), nesta quinta-feira (10), durante sessão na Câmara Municipal.

– O conselho não tem toma­do parte nas decisões da Pre­feitura, o que contraria a regra. A questão da terceirização, por exemplo, deveria antes ter sido aprovada ou não pelo conselho. Até hoje ele (o prefeito) não pu­blicou a nova formação – dispa­rou Olney.

Além da terceirização da Saúde e da não publicação dos nomes dos 16 conselheiros (em­possados por ocasião 7ª Confe­rência Municpal de Saúde, em agosto) entre os assuntos arrola­dos na denúncia constam ainda a contratação de um laboratório, o Centro de Diagnóstico Citológi­co Ltda ME, no valor de R$ 900 mil, para realização de exames laboratoriais e adesão a pregão de São Gonçalo para compra de medicamentos no valor de R$ 21 milhões, metade do valor inves­tido pelo município fluminense, que possui mais de um milhão de habitantes.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira (11)