Assine Já
sexta, 03 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2946 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 246 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 922 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 32 443 16
Saquarema 9 471 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
policia

Ministério Público pede transferências de Cadu Playboy e Chico da Ecatur

Medida pretende impedir que chefes da quadrilha comandem esquema

05 dezembro 2015 - 13h53

Um dia após deflagrada a segunda fase da Operação Dominação, que resultou no cumprimento de 11 mandados de prisão em Arraial e Cabo Frio, o Ministério Público do Estado do Rio pediu a transferência do traficante Carlos Eduardo Freire Barboza, o Cadu Playboy, e do pai Francisco Eduardo Freire Barboza, o Chico da Ecatur, para uma penitenciária federal. Eles estão no presídio Ary Gomes, em Água Santa, na Zona Norte do Rio. O objetivo é impedir que continuem a dar ordens para o resto da quadrilha de dentro da cadeia, desmantelando de vez o esquema criminoso. Em operação recente, a polícia encontrou 17 celulares na cela de Cadu Playboy.

Enquanto o Ministério Público se empenha em isolar os chefes do grupo, a Polícia Federal prossegue com as investigações. Ontem, Victor Canellas, assessor de Chico da Ecatur, se entregou na sede da PF na Praça Mauá, no Rio de Janeiro. Ele era um dos quatro denunciados que estavam foragidos. Com a prisão, seguem em liberdade o ex-secretário de Ordem Pública Marcelo Adriano, o empresário Otto Maciokas e o suplente de vereador de Cabo Frio João Gomes. 

* Leia matéria na íntegra na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.