Assine Já
domingo, 16 de maio de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
Ministerio

Ministério Público entra com pedido de manutenção das UPAs até o ano que vem

Serviço de emergência e urgência deve ser mantido na unidade até a apresentação de um plano de rearranjo da Saúde

04 dezembro 2015 - 13h58

Após o passa e repassa entre o governo do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Cabo Frio, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) entrou com ação civil pública nesta sexta (4) para manter em funcionamento as UPAs Parque Burle e Tamoios, em Cabo Frio, até março do ano que vem – final da temporada de verão. 
De acordo com o pedido, o serviço de emergência e urgência deve ser mantido na unidade até a apresentação de um plano de rearranjo da rede de saúde, aprovado pelo corpo técnico da Secretaria de Estado e Saúde e pelo colegiado da Comissão Intergestora Regional (CIR). A ação foi apresentada junto à 1ª Vara Cível da Comarca de Cabo Frio.
Após vistoria realizada na última quarta-feira (2) na UPA Parque Burle, a titular da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva, Marcela do Amaral, tomou conhecimento, informalmente, da transferência dos serviços de atendimento de urgência e emergência das UPAs para o Hospital Municipal São José Operário – Hospital Central de Emergência (HCE). Segundo a médica responsável pela UPA, Cláudia Márcia Cordeiro da Silva, o governo aguarda o término da obra do HCE para encerrar as atividades da UPA. Também destacou que o corpo médico em atuação na unidade foi reduzido e que a emergência pediátrica será no Hospital da Criança. Com o fechamento da UPA Tamoios, os casos de urgência e emergência seriam reencaminhados ao hospital do 2º Distrito.