Assine Já
quinta, 28 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
32ºmax
21ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22908 Óbitos: 767
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2989 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6139 264
Iguaba Grande 2043 50
São Pedro da Aldeia 3225 107
Saquarema 2294 117
Últimas notícias sobre a COVID-19
SAÚDE

Ministério Público colhe novas denúncias em investigação sobre hospital de Búzios

Procedimento foi aberto após relatos de recusa de atendimento a pacientes na unidade

10 abril 2020 - 13h34Por Tomás Baggio
O Ministério Público Federal (MPF) está recebendo e incluindo novas denúncias na investigação em andamento sobre o Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perissé, em Armação dos Búzios. 
 
Entre elas o relato de uma paciente feito nesta semana pelas redes sociais. Segundo ela, teria havido recusa de atendimento e o local estaria com falta de materiais.
 
"Se recusam a atender as pessoas que os postinhos da região já encaminharam pro hospital por falta de médicos e profissionais de enfermagem. Não se tem condições de fazer cirurgias e fazer curativos nos pacientes. E pior ainda faltam instrumentos de saúde, como álcool gel, máscaras de proteção, material para retirar as ataduras e gessos. As gestantes que aguardam o parto têm que voltar para casa com trabalho de parto recusado. Isso é um abuso com esse cenário de coronavírus", disse a paciente na publicação.
 
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Búzios. A assessoria não enviou resposta.
 
O procedimento do MPF foi aberto pelo procurador da República Leandro Mitidieri após relatos de recusa de atendimento a pacientes na unidade durante a pandemia do novo coronavírus.
 
No documento ele pede que a Prefeitura esclareça "as providências adotadas para corrigir as ilicitudes ora indicadas e garantir atendimento médico a todos os pacientes graves".
 
A direção do hospital buziano, no primeiro ofício enviado ao MPF, disse que a unidade está mantendo os atendimentos dentro da normalidade, recebendo pacientes tanto pela porta de entrada como pelos serviços de resgate.
 
O MPF segue colhendo informações para anexar ao processo.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.